Vostok II

http://pt.dbpedia.org/resource/Vostok_II

Vostok 2 (russo:Восток-2 - Leste 2 ou Oriente 2) foi a segunda missão do Programa Vostok, o primeiro projeto tripulado do programa espacial soviético, realizado entre 6 e 7 de agosto de 1961. O cosmonauta foi Gherman Titov, o segundo homem no espaço, que passou um dia inteiro em órbita, para estudos da falta de gravidade prolongada sobre o corpo humano.Também ao contrário da Vostok 1, preservada num museu na Rússia até hoje, não há resquícios da Vostok 2, que foi destruída para uso no desenvolvimento das naves Voskhod, o programa espacial posterior.
Vostok II 
Vostok 2 (russo:Восток-2 - Leste 2 ou Oriente 2) foi a segunda missão do Programa Vostok, o primeiro projeto tripulado do programa espacial soviético, realizado entre 6 e 7 de agosto de 1961. O cosmonauta foi Gherman Titov, o segundo homem no espaço, que passou um dia inteiro em órbita, para estudos da falta de gravidade prolongada sobre o corpo humano. Titov realizou 17 órbitas em torno da Terra, excedendo completamente a única órbita de Yuri Gagarin, no voo anterior. O tempo que passou no espaço e o número de órbitas realizadas, estabeleceu um recorde que só seria superado em 1963 pelo astronauta Gordon Cooper, na missão Faith 7, última do programa espacial norte-americano Mercury. Informações sobre as frequências de rádio a serem usadas pela Vostok 2 foram tornadas públicas antes da missão, de maneira a que as comunicações e os sinais de telemetria da nave pudessem ser seguidos, dissipando as suspeitas ocidentais de que os voos espaciais soviéticos poderiam estar sendo falsificados. O voo foi um sucesso quase completo, marcado apenas por um problema num aquecedor que, inadvertidamente, tinha sido desligado antes da decolagem e que permitiu que a temperatura no interior da cápsula caísse para 10°C, um surto de doença do espaço sentida por Titov e uma reentrada turbulenta, com a não separação completa do módulo de serviço do módulo de comando da Vostok 2. Ao contrário de Gagarin no voo anterior, todo automático, Titov assumiu por alguns instantes o controle manual da nave. Outra mudança, foi que a URSS anunciou que o cosmonauta havia descido de pára-quedas, depois de ejetado da cápsula na atmosfera, o que Titov em entrevistas justificou como um teste para um pouso alternativo. O mundo então ainda desconhecia que todos os pousos das Vostok eram assim. Na missão pioneira anterior, as autoridades russas sustentaram que Gagarin desceu junto com a Vostok 1, de maneira a conseguirem a homologação do voo espacial junto à Fédération Aéronautique Internationale, cujas regras da época exigiam que o cosmonauta descesse até o solo dentro da espaçonave. Também ao contrário da Vostok 1, preservada num museu na Rússia até hoje, não há resquícios da Vostok 2, que foi destruída para uso no desenvolvimento das naves Voskhod, o programa espacial posterior. Até hoje, Gherman Titov é a mais jovem pessoa a ter ido ao espaço, contando com 26 anos quando realizou seu voo. 
xsd:nonNegativeInteger 85 
xsd:integer 54947 
xsd:nonNegativeInteger 9358 
xsd:integer 41327856 

data from the linked data cloud