Universo observável

http://pt.dbpedia.org/resource/Universo_observável

Em Cosmologia, segundo a teoria do Big Bang, o universo observável é a região do espaço limitada por uma esfera, cujo centro é o observador, suficientemente pequena para que objetos possam ser observados nela, ou seja, houve tempo suficiente para que um sinal emitido pelo objeto a qualquer momento depois do Big Bang, movendo-se à velocidade da luz, tenha alcançado o observador agora.Cada posição tem seu próprio universo observável, que pode ou não fazer parte daquele centrado na Terra.
Universo observável 
J. C. 
O Estado de S. Paulo 
NASA on-line 
Portal Terra 
Pravda 
Revista Bula 
A misteriosa teia cósmica 
A verdadeira dimensão do homem 
Astrônomos encontram teia cósmica "invisível" 
Densidade de teia cósmica é calculada 
Search for origins / subtítulo: Baryons – one possibility / NASA 
Guimarães 
http://noticias.terra.com.br/ciencia/interna/0,,OI2899008-EI302,00.html 
http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,densidade-de-teia-cosmica-e-calculada,645988,0.htm 
http://genesismission.jpl.nasa.gov/educate/scimodule/Cosmogony/CosmogonyPDF/MilkyWaySurpriseST.pdf 
http://port.pravda.ru/science/16-05-2008/22800-teiacosmica-0/ 
Em Cosmologia, segundo a teoria do Big Bang, o universo observável é a região do espaço limitada por uma esfera, cujo centro é o observador, suficientemente pequena para que objetos possam ser observados nela, ou seja, houve tempo suficiente para que um sinal emitido pelo objeto a qualquer momento depois do Big Bang, movendo-se à velocidade da luz, tenha alcançado o observador agora. Cada posição tem seu próprio universo observável, que pode ou não fazer parte daquele centrado na Terra. A palavra "observável", neste caso, não tem relação nenhuma com o fato de a moderna tecnologia permitir ou não a detecção de radiação de um objeto dessa região. Ela significa simplesmente que é possível, em princípio, que a luz ou outra radiação do objeto alcance um observador na Terra. Na prática, só se podem observar objetos até a superfície da última recombinação, antes da qual o universo era opaco a fótons. No entanto, pode ser possível inferir informação de antes desse momento através da detecção de ondas gravitacionais, que também se deslocam à velocidade da luz. 
xsd:nonNegativeInteger 64 
xsd:integer 1442233 
xsd:nonNegativeInteger 18659 
xsd:integer 43766312 

data from the linked data cloud