Uniformes do São Paulo Futebol Clube

http://pt.dbpedia.org/resource/Uniformes_do_São_Paulo_Futebol_Clube

Junto à evolução do futebol, no que diz respeito ao estilo de jogo ou às táticas, também houve a evolução dos uniformes do São Paulo Futebol Clube que desde sua fundação, em 1930, mantém a mesma estrutura na camisa do clube mais vitorioso do Brasil. Os fundadores do São Paulo Futebol Clube queriam um nome, cores e formas que representassem suas vontades como esportistas. Para isso, foram retirados o vermelho do C.A. Paulistano, o preto da A.A. das Palmeiras e o branco de ambos, simbolizando a união dos times em um outro, maior. Assim nasciam as três cores do clube. Já o escudo e os uniformes do São Paulo Futebol Clube foram desenhados por um alemão, de nome Walter Ostrich, que era simpatizante do novo clube em formação, com a ajuda de Firmiano de Moraes Pinto, um dos presentes à fundação.
Uniformes do São Paulo Futebol Clube 
xsd:integer
xsd:integer 1994  2005  2007 
não 
GIACOMINI, Conrado 
MELLO, Selton 
de LOYOLA BRANDÃO, Ignácio 
xsd:integer
xsd:integer 77 
xsd:integer 990000 
FF0000 
FFDD00 
FFFFFF 
André do Nascimento Pereira, Martín Tabeira, Alexandre Magno Barreto Berwanger 
xsd:integer
xsd:integer 21  2005 
Editora DBA 
xsd:integer
"n.b." 
EAN-13 789 361402 948 1 
português e inglês 
xsd:integer
xsd:integer 77 
xsd:integer 990000 
FF0000 
FFDD00 
FFFFFF 
Rio de Janeiro 
São Paulo 
xsd:integer 1284 
pp. 482 
_spfc15a 
_spfc15h 
_spfc15t 
_spfc13h 
_spfc11h 
_spfc13a 
_spfc10a 
_spfc10h 
_spfc11a 
_spfc12a 
_spfc12h 
_spfc1415a 
_spfc1415h 
_spfc14a 
_spfc14h 
_spfc15g1 
_spfc15g2 
_spfc15g3 
_spfc15t1 
_spfc15t2 
_spfc15t3 
_spfc15a 
_spfc15h 
_spfc15t 
_spfc10a 
_spfc11a 
_spfc12a 
_spfc1415a 
_spfc1415h 
_spfc14a 
_spfc14h 
_spfc15t1 
_spfc15t2 
_spfc15t3 
_spfc15a 
_spfc15h 
_spfc15t 
_spfc10a 
_spfc11a 
_spfc12a 
_spfc1415a 
_spfc1415h 
_spfc14a 
_spfc14h 
_spfc15t1 
_spfc15t2 
_spfc15t3 
_spfc15a 
_spfc15h 
_spfc15t 
_spfc11h 
_spfc11a 
_spfc1415a 
_spfc1415h 
_spfc14a 
_spfc14h 
_spfc15t1 
_spfc15t2 
_spfc15t3 
_spfc15a 
_spfc15h 
_spfc15t 
_spfc13h 
_spfc11h 
_spfc13a 
_spfc10h 
_spfc11a 
_spfc12a 
_spfc12h 
_spfc1415a 
_spfc1415h 
Alexandre 
Marcelo 
RSSSF Brasil 
xsd:integer 108  144  320 
xsd:integer
xsd:integer 77 
xsd:integer 990000 
FF0000 
FFDD00 
FFFFFF 
sim 
xsd:integer
xsd:integer 990000 
FF0000 
FFFFFF 
xsd:integer
xsd:integer 990000 
FF0000 
FFFFFF 
Dentre os Grandes, és o Primeiro 
são-paulino 
Saga de um Campeão 
Primeiro 
Primeiro uniforme 
Segundo 
Segundo uniforme 
Terceiro 
São Paulo Futebol Clube 
Almanaque do São Paulo 
Fédération Internationale de Football Association - FIFA 
São Paulo 
São Paulo Futebol Clube 
O dia em que me tornei... 
DA COSTA 
LEME DE ARRUDA 
xsd:integer
único 
Junto à evolução do futebol, no que diz respeito ao estilo de jogo ou às táticas, também houve a evolução dos uniformes do São Paulo Futebol Clube que desde sua fundação, em 1930, mantém a mesma estrutura na camisa do clube mais vitorioso do Brasil. Os fundadores do São Paulo Futebol Clube queriam um nome, cores e formas que representassem suas vontades como esportistas. Para isso, foram retirados o vermelho do C.A. Paulistano, o preto da A.A. das Palmeiras e o branco de ambos, simbolizando a união dos times em um outro, maior. Assim nasciam as três cores do clube. Já o escudo e os uniformes do São Paulo Futebol Clube foram desenhados por um alemão, de nome Walter Ostrich, que era simpatizante do novo clube em formação, com a ajuda de Firmiano de Moraes Pinto, um dos presentes à fundação. O uniforme principal do São Paulo, no que diz respeito à estética, variou pouco desde 1930, estando suas principais mudanças na largura das faixas centrais, além de detalhes — tais como frisos e listras — nas golas, mangas e meiões. No segundo uniforme as alterações foram um pouco mais contundentes, porém sempre mantendo a estrutura de listras verticais alternadas em preto, branco, vermelho e branco. Os calções e meiões foram modificados e passaram de brancos — seguindo o primeiro uniforme — a vermelhos e posteriormente a pretos, além de possuírem peculiaridades de frisos e listras tal qual o uniforme titular. Além das mudanças estéticas, houve a mudança na própria estrutura e tecido do uniforme. Até a década de 1970 os uniformes eram produzidos em algodão puro, o calção chegava a ser, por vezes, de brim e os meiões eram amarrados à canela para não caírem. Somente no final dos anos 70 é que começou a ser usada uma mescla de fibras para, em 1986, o poliéster ser incorporado ao material das camisas juntamente ao algodão. Com isso as camisas ficaram mais leves e não encharcavam como as antigas. Somente no meio da década de 1990 é que o tecido 100% poliéster começou a ser utilizado. Em 2000 surgiram as primeiras camisas que retinham menos suor e com alta capacidade de evaporação. Atualmente os materiais dos uniformes continuam evoluindo com novas composições de tramas para proporcionar aos jogadores a melhor condição de jogo. Já os números começaram a ser utilizados, pelos clubes brasileiros, em 1947, apesar de terem sido utilizados pela primeira vez em 1933 na final da Copa da Inglaterra. 
xsd:nonNegativeInteger 467 
xsd:integer 2180826 
xsd:nonNegativeInteger 86818 
xsd:integer 44482946 

data from the linked data cloud