União Soviética

http://pt.dbpedia.org/resource/União_Soviética an entity of type: Thing

União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (em russo: Союз Советских Социалистических Республик, transliterado como Soyuz Sovetskikh Sotsialisticheskikh Respublik) ou simplesmente União Soviética, (em russo: Советский Союз, transliterado como Sovetskij Soyuz), ou URSS foi um Estado socialista localizado na Eurásia que existiu entre 1922 e 1991. Uma união de várias repúblicas soviéticas subnacionais, a URSS era governada por um regime unipartidário altamente centralizado comandado pelo Partido Comunista e tinha como sua capital a cidade de Moscou.
União Soviética 
yes 
xsd:integer 1922  1945  1957 
xsd:integer 1922  1988 
xsd:integer 1922  1985 
xsd:integer 1922  1991 
Bandeira da União Soviética 
Flag RSFSR 1918.svg 
Flag of Poland.svg 
Flag of Transcaucasian SFSR.svg 
Flag of Ukrainian SSR.svg 
Flag of the Byelorussian SSR .svg 
Flag of Estonia.svg 
Flag of Georgia.svg 
Flag of Latvia.svg 
Flag of Lithuania.svg 
Flag of Russia.svg 
Flag of the CIS.svg 
MoscouPB 
Eurásia 
xsd:integer 1991 
xsd:integer 293047571 
xsd:integer 22402200 
janeiro de 2013 
xsd:integer 30 
xsd:integer 25 
xsd:integer 30 
vertical 
Federação 
Pacto de Belaveja reconhecido e extinção decretada 
Stalin e Nikolai Yezhov, líder do NKVD. Depois que Yezhov foi executado, ele foi apagado da fotografia . 
A RSFS da Rússia como parte da URSS em 1922 e 1936. 
+2 a +12 
"Hino nacional da União Soviética" 
''"A Internacional" 
Ficheiro:Soviet Anthem Instrumental 1955.ogg 
File:Internationale-ru.ogg 
Russo e outras 14 línguas 
Soviet Union - Russian SFSR .svg 
The Commissar Vanishes 2.jpg 
Voroshilov, Molotov, Stalin, with Nikolai Yezhov.jpg 
Flag of the Soviet Union.svg 
Coat of arms of the Soviet Union.svg 
xsd:integer 46 
A União Soviética após a Segunda Guerra Mundial 
xsd:integer 37 
Union of Soviet Socialist Republics .svg 
União das Repúblicas Socialistas Soviéticas 
União Soviética 
Союз Советских Социалистических Республик 
Segunda República Polonesa 
RSS da Ucrânia 
RSFS da Rússia 
RSS da Bielorrússia 
Transcaucásia 
Estónia 
Geórgia 
Letónia 
Lituânia 
Rússia 
Comunidade de Estados Independentes 
sim 
Brasão de armas da União Soviética 
xsd:integer 220 
Пролетарии всех стран, соединяйтесь! 
xsd:integer 1991 
xsd:integer 1922 
xsd:gYear 1922  1991 
Presidente do Soviete Supremo 
Secretário-geral do Partido Comunista 
Пролетарии всех стран, соединяйтесь! 
(em português, Trabalhadores de todos os países, uni-vos!) 
A União Soviética após aSegunda Guerra Mundial 
União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (em russo: Союз Советских Социалистических Республик, transliterado como Soyuz Sovetskikh Sotsialisticheskikh Respublik) ou simplesmente União Soviética, (em russo: Советский Союз, transliterado como Sovetskij Soyuz), ou URSS foi um Estado socialista localizado na Eurásia que existiu entre 1922 e 1991. Uma união de várias repúblicas soviéticas subnacionais, a URSS era governada por um regime unipartidário altamente centralizado comandado pelo Partido Comunista e tinha como sua capital a cidade de Moscou. A União Soviética teve suas raízes na Revolução Russa de 1917, que depôs a autocracia imperial. Após a revolta, os bolcheviques, liderados por Vladimir Lenin, derrubaram o governo provisório que tinha sido estabelecido. A República Socialista Federativa Soviética Russa foi então criada e a Guerra Civil Russa começou. O Exército Vermelho entrou em diversos territórios do antigo Império Russo e ajudou os comunistas locais a tomarem o poder. Em 1922, os bolcheviques foram vitoriosos, formando a União Soviética, com a unificação das repúblicas soviéticas da Rússia, Ucrânia, Bielorrússia e Transcaucásia. Em 1924, após a morte de Lenin, houve a liderança coletiva da troika e uma breve luta política, quando então Josef Stalin chegou ao poder em meados dos anos 1920. Stálin associou a ideologia estatal ao marxismo-leninismo e iniciou um regime de economia planificada. Como resultado, o país passou por um período de rápida industrialização e coletivização, que lançou as bases de apoio para o esforço de guerra posterior e para o domínio soviético após a Segunda Guerra Mundial. No entanto, Stálin reprimiu tanto os membros do Partido Comunista quanto elementos da população através de seu regime autoritário. No início da Segunda Guerra Mundial, a União Soviética assinou um pacto de não-agressão com a Alemanha nazista, inicialmente para evitar um confronto, mas o tratado foi desconsiderado em 1941, quando os nazistas invadiram o território da URSS e deram início ao maior e mais sangrento teatro de guerra da história. As perdas soviéticas durante a guerra foram proporcionalmente as maiores do conflito, devido ao custo para adquirir vantagem sobre as forças das Potências do Eixo em batalhas intensas, como a de Stalingrado, que conduziram os soviéticos pela Europa Oriental até a captura de Berlim em 1945, infligindo a grande maioria das perdas alemãs durante a guerra. Os territórios que a URSS conquistou das forças do Eixo na Europa Central e Oriental posteriormente se tornaram os Estados satélites do Bloco Oriental. Diferenças ideológicas e políticas com os seus homólogos do Bloco Ocidental, que era liderado pelos Estados Unidos, levou à formação de diversos pactos econômicos e militares que culminaram no longo período da Guerra Fria. Um processo de desestalinização seguiu-se após a morte de Stálin, reduzindo os aspectos mais duros da sociedade soviética. Em seguida, a URSS passou a iniciar vários dos mais significativos avanços tecnológicos do século XX, incluindo o lançamento do primeiro satélite artificial e do primeiro voo espacial de um ser humano na história, fatores que criaram a corrida espacial. A crise dos mísseis de Cuba em 1962 marcou um período de extrema tensão entre as duas superpotências, o que foi considerado o mais próximo de um confronto nuclear mútuo. Na década de 1970, houve um relaxamento das relações internacionais, mas as tensões políticas foram retomadas com a invasão soviética do Afeganistão em 1979. A ocupação drenou recursos econômicos e arrastou-se sem alcançar resultados políticos significativos. Na década de 1980 o último líder soviético, Mikhail Gorbachev, buscou reformar a União com a introdução das políticas glasnost e perestroika em uma tentativa de acabar com o período de estagnação econômica e de democratizar o governo. No entanto, as reformas de Gorbachev levaram ao surgimento de fortes movimentos nacionalistas e separatistas no país. As autoridades centrais então iniciaram um referendo, que foi boicotado pelas repúblicas bálticas e pela Geórgia e que resultou em uma maioria de cidadãos que votaram a favor da preservação da União como uma federação renovada. Em agosto de 1991, uma tentativa de golpe de Estado contra Gorbachev foi feita por membros linha-dura do governo, com a intenção de reverter as reformas. O golpe fracassou e o presidente russo Boris Yeltsin desempenhou um papel de destaque em sua derrota, o que resultou na proibição do Partido Comunista. Em 25 de dezembro de 1991, Gorbachev renunciou e as doze repúblicas restantes surgiram da dissolução da União Soviética como países pós-soviéticos independentes. A Federação Russa, o Estado sucessor da República Socialista Federativa Soviética Russa, assumiu os direitos e obrigações da antiga União Soviética e tornou-se reconhecida como a continuação de sua personalidade jurídica. 
xsd:nonNegativeInteger 876 
União Soviética 
União das Repúblicas Socialistas Soviéticas 
Союз Советских Социалистических Республик 
xsd:integer 3801 
xsd:nonNegativeInteger 141164 
xsd:integer 44942906 

data from the linked data cloud