The Sound of Music

http://pt.dbpedia.org/resource/The_Sound_of_Music an entity of type: Thing

The Sound of Music (intitulado A Noviça Rebelde no Brasil e Música no Coração em Portugal) é um filme norte-americano de drama musical dirigido e produzido por Robert Wise. Baseado no livro de memórias The Story of the Trapp Family Singers, escrito por Maria von Trapp, o trabalho é uma adaptação do musical homônimo lançado em 1959, sendo roteirizado por Ernest Lahman, que adaptou o roteiro a partir do livro do musical, escrito por Howard Lindsay e Russel Crouse. Richard Rodgers e Oscar Hammerstein II compuseram as canções presentes no projeto, sendo que Irwin Kostal encarregou-se das passagens instrumentais. Protagonizado por Julie Andrews e Christopher Plummer — que interpretam respectivamente Maria e Capitão von Trapp —, o filme narra as aventuras de uma jovem mulher austríaca que estuda
The Sound of Music 
xsd:integer 1965 
cor 
Maria von Trapp 
xsd:integer 20 
xsd:integer 174 
Robert Wise 
William H. Reynolds 
xsd:integer 20 
The Sound of Music poster.jpg 
xsd:integer 220 
Irwin Kostal 
The Sound of Music 
US$ 8,2 milhões 
Robert Wise 
US$ 286 214 286 
Ernest Lehman 
LF 
A Noviça Rebelde 
Música no Coração 
xsd:integer 59742 
Peggy Wood 
<usDollar> 8200.0 
<usDollar> 286.0 
0059742 
xsd:gYear 1965 
Ted D. McCord 
The Sound of Music (intitulado A Noviça Rebelde no Brasil e Música no Coração em Portugal) é um filme norte-americano de drama musical dirigido e produzido por Robert Wise. Baseado no livro de memórias The Story of the Trapp Family Singers, escrito por Maria von Trapp, o trabalho é uma adaptação do musical homônimo lançado em 1959, sendo roteirizado por Ernest Lahman, que adaptou o roteiro a partir do livro do musical, escrito por Howard Lindsay e Russel Crouse. Richard Rodgers e Oscar Hammerstein II compuseram as canções presentes no projeto, sendo que Irwin Kostal encarregou-se das passagens instrumentais. Protagonizado por Julie Andrews e Christopher Plummer — que interpretam respectivamente Maria e Capitão von Trapp —, o filme narra as aventuras de uma jovem mulher austríaca que estuda para se tornar uma freira em Salzburgo no ano de 1938 e acaba sendo enviada para a casa de campo de um oficial da marinha viúvo e aposentado, para ser a governanta de seus sete filhos. Depois de trazer música e amor para as vidas das crianças através da bondade e paciência, ela se casa com o Capitão e, juntamente com as crianças, descobre uma maneira de sobreviver à perda sua terra natal através da coragem e da fé. Pouco após The Story of the Trapp Family Singers ser transformado em filme na Alemanha Ocidental, a Paramount Pictures comprou os direitos da adaptação cinematográfica do livro nos Estados Unidos, tendo como objetivo produzi-la em língua inglesa, com Audrey Hepburn interpretado Maria. A empresa eventualmente descartou a opção, porém um de seus diretores Vincent J. Donehue propôs transformar a história em um musical; o produto final, The Sound of Music, estreou em 16 de novembro de 1959 no teatro Lunt-Fontanne e conquistou enorme sucesso crítico e comercial. Como resultado, a 20th Century Fox comprou os direitos da adaptação cinematográfica do musical por US$ 1,25 milhões. O então presidente da empresa Richard D. Zanuck contratou Ernest Lehman para adaptar o musical em filme, que selecionou William Wyler como diretor; contudo, Wyler queria dirigir The Collector, e foi substituído por Robert Wise como diretor do trabalho. Lehman desenvolveu uma versão diferente do musical, eliminando algumas canções, e sua primeira opção para interpretar Maria foi Julie Andrews. Grande parte dos atores escolhidos para os papéis haviam experiência em atuação, canto ou dança. As filmagens de The Sound of Music tiveram início em 26 de março de 1964 e terminaram em 1º de março do mesmo ano; os locais de filmagens incluem o estado da Baviera, na Alemanha, a cidade de Salzburgo, na Áustria, e os estúdios da 20th Century Fox, em Los Angeles, Califórnia. Um total de 83 cenas foram filmadas em pouco mais de cinco meses. Lançado em 2 de março de 1965 nos Estados Unidos, The Sound of Music foi inicialmente recebido de forma mista por críticos de cinema, porém conseguiu ser universalmente aclamado; como resultado, obteve diversos prêmios, como cinco Oscar em 1966, incluindo o de Best Picture. Em termos comerciais, obteve um resultado bastante positivo, substituindo Gone with the Wind como o filme com maior bilheteria na época de seu lançamento, arrecadando mais de US$ 286 milhões em âmbito global e tornando-se um dos filmes mais populares de todos os tempos, sendo selecionado em 1998 pela American Film Institute (AFI) como o 55º melhor filme norte-americano de todos os tempos e o quinto melhor filme musical da história, além de ter sido preservado na National Film Registry pela Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos em 2001 por ser "culturalmente, historicamente ou esteticamente significativo". Sua trilha sonora correspondente, produzida por Neely Plumb e relançada diversas vezes, converteu-se no álbum mais vendido no Reino Unido nos anos de 1965, 1966 e 1968, e no segundo mais vendido no país durante a década de 1960, e popularizou músicas como a faixa-título, "My Favorite Things", "Climb Ev'ry Mountain" e "Do-Re-Mi". Além de ter sido transmitido diversas vezes nos Estados Unidos, através da National Broadcasting Company (NBC) e lançado comercialmente nos formatos de VHS, DVD e laserdisc, o projeto voltará aos cinemas em 2015 com uma versão restaurada, como parte das comemorações do 50º aniversário de seu lançamento. 
xsd:nonNegativeInteger 201 
A Noviça Rebelde 
Música no Coração 
The Sound of Music 
xsd:integer 357220 
xsd:nonNegativeInteger 38574 
xsd:integer 44083277 

data from the linked data cloud