Teorias conspiratórias sobre os ataques de 11 de setembro de 2001

http://pt.dbpedia.org/resource/Teorias_conspiratórias_sobre_os_ataques_de_11_de_setembro_de_2001

As teorias conspiratórias sobre os ataques de 11 de setembro de 2001 questionam a versão amplamente aceita de que os atentados foram perpetrados apenas pela al-Qaeda, sem qualquer conhecimento prévio detalhado por parte de qualquer órgão do governo dos Estados Unidos. Os defensores dessas teorias conspiratórias alegam que existem contradições nas conclusões oficiais ou que provas foram esquecidas. Em uma pesquisa global feita em 2008 com 16 063 pessoas de 17 países, em apenas nove deles a maioria das pessoas acreditam que a al-Qaeda está por trás dos ataques. 46% dos entrevistados acreditam que a al-Qaeda foi a responsável pelos ataques, 15% acreditam que o governo dos Estados Unidos foi o responsável, 7% acreditam que o governo de Israel foi o autor dos ataques e outros 7% acreditam em al
Teorias conspiratórias sobre os ataques de 11 de setembro de 2001 
As teorias conspiratórias sobre os ataques de 11 de setembro de 2001 questionam a versão amplamente aceita de que os atentados foram perpetrados apenas pela al-Qaeda, sem qualquer conhecimento prévio detalhado por parte de qualquer órgão do governo dos Estados Unidos. Os defensores dessas teorias conspiratórias alegam que existem contradições nas conclusões oficiais ou que provas foram esquecidas. Em uma pesquisa global feita em 2008 com 16 063 pessoas de 17 países, em apenas nove deles a maioria das pessoas acreditam que a al-Qaeda está por trás dos ataques. 46% dos entrevistados acreditam que a al-Qaeda foi a responsável pelos ataques, 15% acreditam que o governo dos Estados Unidos foi o responsável, 7% acreditam que o governo de Israel foi o autor dos ataques e outros 7% acreditam em algum outro responsável, que não seja a al-Qaeda. A pesquisa constatou que os entrevistados do Oriente Médio estavam especialmente propensos a citar um responsável que não fosse a al-Qaeda. A teoria da conspiração mais importante é a de que o colapso estrutural das Torres Gêmeas e do World Trade Center 7 foi o resultado de uma demolição controlada, ao invés de uma falha estrutural devido ao impacto e ao incêndio posterior. Outra teoria de destaque é a de que o Pentágono foi atingido por um míssil lançado por um grupos ou pessoas de dentro do governo dos Estados Unidos, ou que um avião comercial foi autorizado a fazê-lo através de um acobertamento eficaz pelas forças armadas americanas. Entre os possíveis motivos alegados pelos teóricos da conspiração para tal ações estão justificar as invasões do Afeganistão e do Iraque, bem como interesses geoestratégicos no Oriente Médio, tais como planos de dutos lançados no início de 1990 pela Unocal e por outras empresas petrolíferas. Outras teorias conspiratórias citam autoridades que tinham conhecimento prévio dos ataques e o ignoraram deliberadamente ou ajudaram os terroristas. O Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia (NIST) e a revista de tecnologia Popular Mechanics investigaram e rejeitaram as alegações das teorias conspiratórias sobre o 11 de setembro. A comunidade de engenharia civil reconhece que os impactos dos aviões a jato em alta velocidade combinado com os incêndios que se seguiram, e não uma demolição controlada, levaram ao colapso das Torres Gêmeas. Esta também foi a conclusão da Comissão do 11 de Setembro, presidido pelo governador Thomas Kean. 
xsd:nonNegativeInteger 45 
xsd:integer 1246776 
xsd:nonNegativeInteger 25079 
xsd:integer 43488611 

data from the linked data cloud