Tempo da Septuagésima

http://pt.dbpedia.org/resource/Tempo_da_Septuagésima

Tempo da Septuagésima (em latim: Septuagesimus) é um tempo litúrgico cristão de preparação remota para a Páscoa, sucede ao tempo litúrgico de Natal, e precede a Quaresma. Neste tempo, a liturgia apresenta a criação, elevação e queda do homem. Este tempo inicia com o Domingo da Septuagésima, abrange os domingos da Sexagésima e Quinquagésima, até a Quarta-feira de Cinzas, início da Quaresma.A celebração do tempo septuagesimal foi adotada em Roma nos fins do século VI, dado que o sacramentário gelasiano é o primeiro documento que menciona os domingos da septuagésima, sexagésima e quinquagésima.
Tempo da Septuagésima 
Tempo da Septuagésima (em latim: Septuagesimus) é um tempo litúrgico cristão de preparação remota para a Páscoa, sucede ao tempo litúrgico de Natal, e precede a Quaresma. Neste tempo, a liturgia apresenta a criação, elevação e queda do homem. Este tempo inicia com o Domingo da Septuagésima, abrange os domingos da Sexagésima e Quinquagésima, até a Quarta-feira de Cinzas, início da Quaresma. O Tempo da Septuagésima surge a partir da Quaresma, quando eram quarenta dias de rigoroso jejum, em preparação à Páscoa, não contados os domingos. Dado que em algumas igrejas do Oriente não se jejuava também nos sábados da Quaresma, para supri-los incluíam na Quaresma o Domingo da Quinquasésima. Outras igrejas já não jejuavam também nas quintas-feiras, além dos domingos e sábados, então, para supri-los, acrescentou-se a Sexagésima. Ocorreu também que, algumas igrejas também não contavam a Semana Santa como parte da Quaresma e, por conseguinte, inseriu-se o Domingo da Septuagésima. O uso oriental influenciou alguns mosteiros do Ocidente, passando em seguida a vigorar em algumas províncias eclesiásticas. Na segunda metade do século V, Roma começou a praticar o jejum nas quartas e sextas-feiras da semana da quinquagésima. Depois, o Papa Hormisdas, no século VI, estendeu o jejum a todos os dias da referida semana. A seguir, após alguns anos, introduziu-se a sexagésima, como breve período de jejum atenuado. A celebração do tempo septuagesimal foi adotada em Roma nos fins do século VI, dado que o sacramentário gelasiano é o primeiro documento que menciona os domingos da septuagésima, sexagésima e quinquagésima. A prática de celebrar-se o Tempo da Septuagésima foi suprimida do rito romano da Igreja Católica, a partir da reforma litúrgica do Concílio Vaticano II, que integrou-o no tempo comum que se segue à Epifania. Esta prática está mantida na forma extraordinária do rito romano. O rito bizantino também prevê os domingos pré-quaresmais. O Tempo da Septuagésima está ainda presente nos calendários litúrgicos luterano e anglicano. 
xsd:nonNegativeInteger 31 
xsd:integer 2644567 
xsd:nonNegativeInteger 5352 
xsd:integer 42788679 

data from the linked data cloud