Tears Dry on Their Own

http://pt.dbpedia.org/resource/Tears_Dry_on_Their_Own an entity of type: Thing

"Tears Dry on Their Own" é uma canção gravada pela cantora e compositora britânica Amy Winehouse para o seu segundo álbum de estúdio, Back to Black (2006). Com produção de Salaam Remi e escrita pela própria artista, o tema contém trechos de "Ain't No Mountain High Enough" (1967), gravada pelo cantor Marvin Gaye e escrita por Nickolas Ashford e Valerie Simpson. Descrita como a melodia mais otimista do álbum, consiste em elementos de R&B e soul e combina um tema triste, que fala sobre seguir em frente após o fim de um relacionamento, com uma melodia animada. O seu lançamento ocorreu em 10 de agosto de 2007 na Irlanda e no dia 13 do mesmo mês no Reino Unido, através da editora discográfica Island Records, servindo como o quarto single do disco.
Tears Dry on Their Own 
xsd:integer 2008 
Amy Winehouse Tears Dry On Their Own.ogg 
xsd:integer
<second> 24.0 
<second> 185.0  150.0  186.0  420.0  400.0 
português 
Amy Winehouse - Tears Dry On Their Own.jpg 
xsd:integer 978 
Chas 
Tears Dry on Their Own 
Sole Channel Mix 
Usher's Remix 
xsd:integer
direita 
Newkey-Burden 
Extended play digital dos Estados Unidos 
CD single do Reino Unido e Irlanda 
Maxi single do Reino Unido 
"Tears Dry on Their Own" 
Amy Winehouse Biografia 
Tears Dry On Their Own 
You're Wondering Now 
"You're Wondering Now" 
"Valerie" 
"Back to Black" 
Billboard 
sim 
não 
"Tears Dry on Their Own" é uma canção gravada pela cantora e compositora britânica Amy Winehouse para o seu segundo álbum de estúdio, Back to Black (2006). Com produção de Salaam Remi e escrita pela própria artista, o tema contém trechos de "Ain't No Mountain High Enough" (1967), gravada pelo cantor Marvin Gaye e escrita por Nickolas Ashford e Valerie Simpson. Descrita como a melodia mais otimista do álbum, consiste em elementos de R&B e soul e combina um tema triste, que fala sobre seguir em frente após o fim de um relacionamento, com uma melodia animada. O seu lançamento ocorreu em 10 de agosto de 2007 na Irlanda e no dia 13 do mesmo mês no Reino Unido, através da editora discográfica Island Records, servindo como o quarto single do disco. A obra recebeu análises geralmente positivas da crítica contemporânea especializada, que elogiou os vocais da cantora e o sentimento de otimismo transmitido pela canção. No campo comercial, obteve um desempenho bem inferior em relação aos primeiros lançamentos do disco. No Reino Unido, ela entrou no 67.º posto da lista oficial das mais vendidas e chegou à sua posição mais elevada como número dezesseis, atingindo o primeiro lugar na UK Airplay Chart. Nos Estados Unidos, assim como o lançamento anterior, não conseguiu enumerar-se na Billboard Hot 100, a principal parada musical do país, qualificando-se apenas na quadragésima colocação do periódico genérico Hot Adult R&B Airplay. Na Europa Continental, figurou nas paradas de países como Alemanha, Portugal, França e Suécia, chegando ao cume na Ucrânia. O vídeo musical acompanhante foi dirigido por David LaChapelle e gravado em maio de 2007, em Hollywood, Califórnia, sendo lançado através da iTunes Store. As cenas retratam a cantora a caminhar pelas ruas da cidade enquanto interpreta a canção. Como parte da divulgação da obra, Winehouse apresentou-a em diversos programas televisivos e incluiu-a ao repertório da digressão musical de Back to Black. Além disso, relançou-a em um remix com o rapper Usher. Também foi editada em uma versão balada e incluída na primeira compilação póstuma da cantora, Lioness: Hidden Treasures (2011). Em 2014, foi incluída na trilha-sonora da telenovela brasileira O Rebu (2014). 
xsd:nonNegativeInteger 199 
Tears Dry on Their Own 
xsd:integer 1585326 
xsd:nonNegativeInteger 35235 
xsd:integer 41544459 

data from the linked data cloud