Team Saxo-Tinkoff

http://pt.dbpedia.org/resource/Team_Saxo-Tinkoff

A Team Saxo-Tinkoff (Código da equipa na UCI: TCS) é uma equipa de ciclismo profissional da Dinamarca que compete em provas de ciclismo de estrada do UCI World Tour. A equipa é detida e gerida pelo antigo vencedor do Tour de France Bjarne Riis, sob a gerência da sua empresa Riis Cycling A/S.O principal patrocinador desde 2001 e único entre 2003 e 2008, a Computer Sciences Corporation (CSC), é uma companhia de TI localizada na Califórnia, Estados Unidos.
Team Saxo-Tinkoff 
xsd:integer 1998  2000  2001  2003  2008  2009  2011  2012  2013  2014 
xsd:integer 1998 
WPC 2012 Saxo Bank.jpg 
A equipe em 2012 
TCS 
A Team Saxo-Tinkoff (Código da equipa na UCI: TCS) é uma equipa de ciclismo profissional da Dinamarca que compete em provas de ciclismo de estrada do UCI World Tour. A equipa é detida e gerida pelo antigo vencedor do Tour de France Bjarne Riis, sob a gerência da sua empresa Riis Cycling A/S. O principal patrocinador desde 2001 e único entre 2003 e 2008, a Computer Sciences Corporation (CSC), é uma companhia de TI localizada na Califórnia, Estados Unidos. Durante o segundo semestre de 2008, a empresa CSC deixou de ser a única patrocinadora da equipa, que ganhou o nome de Team CSC/Saxo Bank, tendo competido o Tour de France de 2008 já sob esse nome, até que em 2009 a empresa deixou em definitivo a equipa, o que fez com que a Saxo Bank passasse a ser a principal patrocinadora da equipe, que passou a levar seu nome. Em junho de 2012, o banco russo Tinkoff Bank juntou-se como patrocinador secundário da equipe, que passou a ser chamada Team Saxo Bank - Tinkoff Bank. No fim do ano, o nome mudou para Team Saxo - Tinkoff. Em 2009 a Team Saxo Bank deu nas vistas com o jovem luxemburguês Andy Schleck, que conseguiu a segunda posição no final do Tour de France de 2009. Além disso, a equipa ainda conseguiu 3 triunfos de etapa com Fabian Cancellara, Nicki Sørensen e com o irmão de Andy, Frank Schleck. Em 2010 Schleck repetiu o segundo lugar do ano anterior no Tour, conseguindo ainda 2 vitórias de etapa. Mas em fevereiro de 2012, o Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) retirou o título de Alberto Contador, que havia vencido inicialmente, tendo considerado-o culpado de doping com clenbuterol, após um teste positivo no 2º dia de descanso da prova. O título passou então para as mãos de Schleck. Também nesta edição Fabian Cancellara conseguiu alcançar 2 vitórias. Em 2011, Alberto Contador juntou-se à equipe, que viu vários de seus principais ciclistas saírem para a nova equipe Leopard Trek, entre eles Andy e Frank Schleck e Fabian Cancellara. Nesse ano, Contador inicialmente venceu o Giro d'Italia e foi o 5º lugar no Tour de France, além de outros resultados, mas sua punição em 2012 anulou, retroativamente, tais resultados. Em Agosto de 2012, a suspensão de Contador, que permaneceu na equipe, acabou, poucos dias antes do começo da Vuelta a España, na qual, além de levar uma etapa, o espanhol venceu a classificação geral. 
Team Tinkoff-Saxo jersey.png 
Tinkoff-Saxo 
CSC-Tiscali 
Team CSC 
Team CSC Saxo Bank 
Team Memory Card-Jack & Jones 
Team Saxo Bank 
Team Saxo Bank-SunGard 
Team Saxo Bank-Tinkoff Bank 
Team Saxo-Tinkoff 
Team Tinkoff-Saxo 
Team home-Jack & Jones 
xsd:integer 464506 
xsd:integer 43485934 
xsd:nonNegativeInteger 69 
xsd:nonNegativeInteger 7946 

data from the linked data cloud