Tapirus terrestris

http://pt.dbpedia.org/resource/Tapirus_terrestris an entity of type: Thing

A anta-brasileira ou simplesmente anta (nome científico: Tapirus terrestris), também conhecida por tapir, é um mamífero perissodáctilo da família Tapiridae e gênero Tapirus. Ocorre desde o sul da Venezuela até o norte da Argentina, em áreas abertas ou florestas próximas a cursos d'água, com abundância de palmeiras.
Tapirus terrestris 
Tapirus terrestris 
Linnaeus, 1758 
xsd:integer
Tapirus terrestris 
pink 
T. terrestris 
VU 
Tapirus 
Brazilian - Lowland tapir.jpg 
xsd:integer 250 
xsd:integer 313 
Tapirus terrestris range map extant.png 
Distribuição geográfica da anta-brasileira. 
Anta-brasileira 
Pleistoceno - Recente 
Animalia 
iucn3.1 
* T. t. terrestris * T. t. aenigmaticus * T. t. colombians * T. t. spegazzinii 
Subespécies 
xsd:integer 3143 
xsd:integer 42 
Tapirus terrestris 
pink 
VU 
iucn3.1 
A anta-brasileira ou simplesmente anta (nome científico: Tapirus terrestris), também conhecida por tapir, é um mamífero perissodáctilo da família Tapiridae e gênero Tapirus. Ocorre desde o sul da Venezuela até o norte da Argentina, em áreas abertas ou florestas próximas a cursos d'água, com abundância de palmeiras. É o maior mamífero terrestre do Brasil e o segundo da América do Sul, tendo até 300 kg de peso e 242 cm de comprimento. Se diferencia das outras espécies do gênero Tapirus por possuir uma crista sagital proeminente e uma crina. Apresenta uma probóscide, que é usada para coletar alimento. É o último animal da megafauna na Amazônia e possui uma dieta frugívora, e tem um papel importante na dispersão de sementes, principalmente de palmeiras. Seus predadores são grandes felinos como a onça-pintada (Panthera onca) e a onça-parda (Puma concolor). É um animal solitário e vive em territórios de 5 km² de área, em média. A anta tem reprodução lenta, com uma gestação que pode durar mais de 400 dias e parem apenas um filhote por vez, que pesa entre 3,2 e 5,8 kg. Podem viver até 35 anos de idade. A anta é listada como vulnerável pela União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais, mas seu estado de conservação varia ao longo de sua distribuição geográfica sendo crítica na Argentina, nos llanos da Colômbia e regiões da Mata Atlântica brasileira. Desapareceu no limite sul de sua distribuição geográfica, da Caatinga e das regiões próximas aos Andes. É ameaçada principalmente pela caça predatória (por ter um ciclo reprodutivo muito lento) e conversão de seu habitat em campos cultivados. Apesar disso, ainda ocorre em muitas unidades de conservação e em zoológicos. 
xsd:nonNegativeInteger 255 
Anta-brasileira 
xsd:integer 1522108 
xsd:nonNegativeInteger 40230 
xsd:integer 44981408 

data from the linked data cloud