Sanssouci

http://pt.dbpedia.org/resource/Sanssouci

Sanssouci (em francês: sem preocupação) é o antigo palácio de Verão de Frederico o Grande, Rei da Prússia, em Potsdam, mesmo à saída de Berlim. É frequentemente incluído na lista dos palácios alemães rivais do Château de Versailles. Embora Sanssouci ostente o mais íntimo estilo Rococó e seja muito menor que o seu oponente construído no estilo Barroco Francês, é notável pelos numerosos templos e outras construções de jardim do seu Parque.
Sanssouci 
Sanssouci (em francês: sem preocupação) é o antigo palácio de Verão de Frederico o Grande, Rei da Prússia, em Potsdam, mesmo à saída de Berlim. É frequentemente incluído na lista dos palácios alemães rivais do Château de Versailles. Embora Sanssouci ostente o mais íntimo estilo Rococó e seja muito menor que o seu oponente construído no estilo Barroco Francês, é notável pelos numerosos templos e outras construções de jardim do seu Parque. Desenhado por Georg Wenzeslaus von Knobelsdorff, entre 1745 e 1747, para suprir a necessidade que Frederico II da Prússia sentia de uma residência privada onde pudesse relaxar longe da pompa e cerimónia da Corte de Berlim, o palácio é pouco mais que uma grande villa de piso único, mais semelhante ao Château de Marly que a Versalhes. Contendo apenas dez salas principais, foi construído no alto duma colina aterraçada, localizada no centro do parque. Tão grande foi a influência do gosto pessoal de Frederico no desenho e decoração do palácio que o seu estilo é caracterizado como "Rococó Fredericano". Este monarca encarou o palácio de uma forma tão pessoal que o concebeu como "um lugar que pudesse morrer com ele". Devido a uma discordância sobre a panorâmica do palácio a partir do parque, Knobelsdorff foi despedido em 1746. Jan Bouman, um arquitecto holandês, terminou então o projecto. Durante o século XIX, o palácio tornou-se residência de Frederico Guilherme IV, o qual empregou o arquitecto Ludwig Persius para restaurar e ampliar o palácio, enquanto Ferdinand von Arnim foi encarregado da melhoria da localidade e, desse modo, das vistas a partir do palácio. A cidade de Potsdam, com os seus palácios, foi um dos locais de residência favoritos da Família Imperial da Alemanha até à queda da dinastia Hohenzollern, em 1918. Depois da Segunda Guerra Mundial, o palácio tornou-se uma atracção turística na Alemanha Oriental. Foi totalmente mantido com o devido respeito à sua importância histórica e aberto ao público. Depois da Reunificação da Alemanha, em 1990, o desejo final de Frederico II foi realizado: os seus restos mortais regressaram ao seu amado palácio e foram enterrados numa nova sepultura com vistas para os jardins que ele criou. Sanssouci e os seus extensos jardins foram classificados como Património Mundial da Humanidade em 1990, sob a protecção da UNESCO. Em 1995, a Fundação dos Palácios e Jardins Prussianos em Berlim-Brandemburgo foi instituída como protectora de Sanssouci e dos outros palácios imperiais em volta de Berlim. Estes palácios são, actualmente, visitados em cada ano por mais de dois milhões de pessoas vindas de todo o mundo. 
xsd:nonNegativeInteger 263 
xsd:integer 124018 
xsd:nonNegativeInteger 35961 
xsd:integer 43462541 

data from the linked data cloud