Síndrome clínica isolada

http://pt.dbpedia.org/resource/Síndrome_clínica_isolada

Uma síndrome clínica isolada (acrónimo em inglês CIS, de clinically isolated syndrome) é o primeiro episódio neurológico de determinada pessoa, causado pela desmielinização do tecido nervoso. Um episódio pode ser "monofocal", no qual os sintomas estão restritos a uma única localização no sistema nervoso central, ou "multifocal", no qual se verificam sintomas em vários locais.
Síndrome clínica isolada 
Uma síndrome clínica isolada (acrónimo em inglês CIS, de clinically isolated syndrome) é o primeiro episódio neurológico de determinada pessoa, causado pela desmielinização do tecido nervoso. Um episódio pode ser "monofocal", no qual os sintomas estão restritos a uma única localização no sistema nervoso central, ou "multifocal", no qual se verificam sintomas em vários locais. As lesões cerebrais associadas à síndrome clínica isolada podem indicar a presença de esclerose múltipla (EM). O diagnóstico deve ser confirmado através da presença de lesões em múltiplos locais do sistema nervoso central, normalmente ao longo de vários episódios, e para os quais não seja provável outro tipo de diagnóstico. O diagnóstico definitivo de EM só é obtido quando uma ressonância magnética detecta lesões no cérebro, consistentes com as lesões típicas de EM. Entre os outros exames de diagnóstico estão as análises ao líquido cefalorraquidiano e os exames de potenciais evocados. Em 2001, o Painel Internacional para o Diagnóstico de Esclerose Múltipla publicou os critérios de McDonald, uma revisão dos métodos anteriores de diagnóstico de EM, revistos em 2005 e 2010. Further revisions were issued in 2005. 
xsd:nonNegativeInteger 12 
xsd:integer 3888934 
xsd:nonNegativeInteger 2244 
xsd:integer 42786649 

data from the linked data cloud