Roberto Mangabeira Unger

http://pt.dbpedia.org/resource/Roberto_Mangabeira_Unger an entity of type: Thing

Roberto Mangabeira Unger (Rio de Janeiro, 24 de março de 1947) é um filósofo e teórico social brasileiro. Por duas vezes foi ministro-chefe da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República do Brasil.Em 2009, deixou a Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE) para retornar às suas atividades em Harvard. Em fevereiro de 2015, foi novamente convidado a chefiar a SAE no segundo mandato da presidente Dilma Rousseff. Em 14 de setembro de 2015 pediu para deixar o cargo, levando o ministério a ser extinto.
Roberto Mangabeira Unger 
xsd:integer 2007  2015 
xsd:integer
xsd:integer
— 
Category:Roberto Mangabeira Unger 
xsd:integer
Mangabeiraunger19062007.jpg 
Em 19 de junho de 2007, na posse como ministro-chefe da Secretaria de Planejamento de Longo Prazo . Foto:Fabio Pozzebom/ABr 
xsd:integer 260 
xsd:integer
xsd:integer
até 14 de setembro de 2015 
até junho de 2009 
Roberto Mangabeira Unger 
MDB, PMDB, PDT, PHS e PPS 
Professor, filósofo e político 
Ministro de Assuntos Estratégicos do 
xsd:integer
Presidente 
Mangabeira Unger 
Roberto Mangabeira Unger (Rio de Janeiro, 24 de março de 1947) é um filósofo e teórico social brasileiro. Por duas vezes foi ministro-chefe da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República do Brasil. Em 1971, tornou-se um dos mais jovens professores da Universidade Harvard. Sua obra de filosofia, teoria social e direito é citada por intelectuais do porte de Jurgen Habermas, Richard Rorty, Cui Zhiyuan e Perry Anderson. Segundo este último, Mangabeira Unger, "como Edward Said ou Salman Rushdie, faz parte daquela constelação de intelectuais do Terceiro Mundo, ativa e eminente no Primeiro Mundo, sem ser assimilada por ele, cujo número e influência estão destinados a crescer". Para Anderson, Unger é "uma mente filosófica do Terceiro Mundo que vira a mesa para se tornar um sintetizador e profeta do primeiro mundo". Paralelamente ao desenvolvimento de seu projeto teórico, Mangabeira tem atuado na política brasileira desde a abertura política durante o regime militar, na década de 1970. Em 2007, após ter sido um crítico do primeiro mandato do presidente Lula, passou a integrar o ministério do governo federal, em outubro de 2007 e permaneceu até junho de 2009 como ministro de Assuntos Estratégicos. Ao ser nomeado por Lula em 2008, antes de assumir a coordenação do Plano Amazônia Sustentável, declarou: Em 2009, deixou a Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE) para retornar às suas atividades em Harvard. Em fevereiro de 2015, foi novamente convidado a chefiar a SAE no segundo mandato da presidente Dilma Rousseff. Em 14 de setembro de 2015 pediu para deixar o cargo, levando o ministério a ser extinto. 
Brasil 
xsd:integer 132382 
xsd:integer 44910479 
Roberto Mangabeira Unger 
Ministro de Assuntos Estratégicosdo 
xsd:nonNegativeInteger 168 
xsd:nonNegativeInteger 66731 

data from the linked data cloud