Retículo endoplasmático

http://pt.dbpedia.org/resource/Retículo_endoplasmático

O retículo endoplasmático, ou ergastoplasma, é um organelo exclusivo de células eucariontes. Formado a partir da invaginação da membrana plasmática, é constituído por uma rede de túbulos e vesículas achatados e interconectados, que comunicam com o envólcro nuclear (carioteca). Foi descoberto em 1945 pelo citologista belga Albert Claude.
Retículo endoplasmático 
O retículo endoplasmático, ou ergastoplasma, é um organelo exclusivo de células eucariontes. Formado a partir da invaginação da membrana plasmática, é constituído por uma rede de túbulos e vesículas achatados e interconectados, que comunicam com o envólcro nuclear (carioteca). Foi descoberto em 1945 pelo citologista belga Albert Claude. A microscopia eletrónica revelou a presença, no interior do citoplasma, de um retículo de membranas lipoproteicas que foi denominado retículo endoplasmático (RE). Conforme a posição das membranas, podemos distinguir a existência de túbulos e sáculos ou vesículas achatadas. O retículo endoplásmatico rugoso apresenta as seguintes funções: aumenta a superfície interna da célula, o que amplia o campo de atividade das enzimas, facilitando a ocorrência de reações químicas necessárias ao metabolismo celular, síntese de proteínas (sua principal função) e armazenamento. O retículo endoplasmático está envolvido na síntese de proteínas e lípidos, na desintoxicação celular e no transporte intracelular. Existem dois tipos de retículos, classificados de acordo com a presença ou ausência de ribossomas na sua superfície: rugoso ou granular e liso, respectivamente. 
xsd:nonNegativeInteger 31 
xsd:integer 1663 
xsd:nonNegativeInteger 5414 
xsd:integer 44894699 

data from the linked data cloud