Ressurreição de Cristo (Rafael)

http://pt.dbpedia.org/resource/Ressurreição_de_Cristo_(Rafael)

Ressurreição de Cristo, também conhecida como Ressurreição Kinnaird, é uma pintura a óleo sobre madeira do mestre do renascimento italiano Rafael. A obra é uma das primeiras pinturas conhecidas do artista, executada entre 1499 e 1502. É provável que seja um elemento de uma predela, tendo-se aventado a hipótese do painel ser uma das obras remanescentes do retábulo de San Nicola da Tolentino, a primeira encomenda documentada de Rafael (seriamente danificada por um terremoto em 1789, e cujos fragmentos encontram-se hoje dispersos em museus da Europa).
Ressurreição de Cristo (Rafael) 
xsd:integer 52 
xsd:integer 1870  1884  1923  1954  1956  1959  1966  1975  1978  1981  1982  1983  1987  1992  1993  1996  2003  2004  2005 
Bardi, Pietro Maria 
Marques, Luiz 
Crowe, Joseph Archer & Cavalcaselle, Giovanni Battista 
Camesasca, Ettore 
Chapman, Hugo; Henry, Tom & Plazzotta, Carol 
Cuzin, Jean-Pierre 
De Vecchi, Pierluigi 
Dussler, Luitpold 
Gere, J.A. & Turner, Nicholas 
Gnoli, Umberto 
Gould, Cecil 
James, Ph. & Bardi, Pietro M 
Mühlberger, Richard 
Parker, Karl Theodore 
Raphael, Marcia B. Hall 
Robinson, John Charles 
Thoenes, Christof 
Trevisan, Armindo 
xsd:integer 1499 
n.d. 
AGE 
British Museum Publications 
Cambridge University Press 
Cia. Melhoramentos 
Instituto Quadrante 
Oxford University Press 
Rizzoli 
Cosac & Naify 
Taschen 
MASP 
Bibliotheque des Arts 
Bruckmann 
Edizioni d'Arte 
Giunti Martello 
Lemos Editorial & Gráficos 
National Gallery Catalogues 
National Gallery Company 
Palazzo Reale 
xsd:integer
xsd:integer 1857099990 
ISBN 3-8228-2302-3 
ISBN 052180809X 
ISBN 0714107948 
ISBN 0947645225 
ISBN 85-7503-134-1 
Raffaello Sanzio Auferstehung Christi Sao Paulo.jpg 
xsd:integer 44 
Florença 
Londres 
Milão 
Munique 
Paris 
Porto Alegre 
Roma 
São Paulo 
Cambridge 
Oxford 
Colônia 
Spoleto 
xsd:integer 13  15  22  24  26  45  72  74  88  124  166 
xsd:integer 50 
Série Enciclopédia dos Museus 
xsd:gMonthDay --01-16 
Catálogo das pinturas, esculturas e tapeçarias 
From the Royal Library, the Ashmolean, the British Museum, Chatsworth, and Other English Collections 
xsd:gMonthDay --06-19 
A formação do imaginário e da arte cristã 
Arte italiana em coleções brasileiras, 1250-1950 
Catálogo da exposição 
Gli scritti 
I quadri 
La sua vita e le sue opere 
Vie et oeuvre 
Kritisches Verzeichnis der Gemälde Wandbilder und Bildteppiche 
xsd:integer 300 
xsd:integer 103 
Museu de Arte de São Paulo 
Rafael 
Raffael 
História do MASP 
Boletim do Instituto de História da Arte do MASP 
Da Raffaello a Goya... da Van Gogh a Picasso 
Drawings by Raphael 
Catalogue of the collection of drawings in the Ashmolean Museum 
L'opera completa di Raffaello 
Masterpieces from the São Paulo Museum of Art 
O Rosto de Cristo 
O que faz de um Rafael um Rafael? 
Pittori i miniatori nell'Umbria 
Raffaello 
Raffaello, la pittura 
Raphael: From Urbino to Rome 
Raphaël 
Ressurreição de Cristo 
The Cambridge Companion to Raphael 
The Sixteenth Century Italian Schools 
Tutta la pittura del Perugino 
Tutta la pittura di Raffaello 
A critical account of the drawings by Michel Angelo and Raffaello in the University Galleries 
XI 
Óleo sobre madeira 
Ressurreição de Cristo, também conhecida como Ressurreição Kinnaird, é uma pintura a óleo sobre madeira do mestre do renascimento italiano Rafael. A obra é uma das primeiras pinturas conhecidas do artista, executada entre 1499 e 1502. É provável que seja um elemento de uma predela, tendo-se aventado a hipótese do painel ser uma das obras remanescentes do retábulo de San Nicola da Tolentino, a primeira encomenda documentada de Rafael (seriamente danificada por um terremoto em 1789, e cujos fragmentos encontram-se hoje dispersos em museus da Europa). A Ressurreição Kinnaird é uma das primeiras obras conservadas de Rafael em que já se prenuncia a natureza dramática de seu estilo compositivo, em oposição à poética branda de seu mestre, Pietro Perugino. A composição, extremamente racional, é regida por uma complexa geometrização ideal, que interliga todos os elementos da cena e lhe confere uma peculiar animação rítmica, transformando as personagens do painel em co-protagonistas de uma única "coreografia". É possível notar na pintura a influência estética de Pinturicchio e Melozzo da Forlì, embora a orquestração espacial da obra, tendente ao movimento, permita supor o conhecimento por parte de Rafael do ambiente artístico florentino, já por volta de 1500. A obra, de uma fortuna crítica bastante contrastada, foi adquirida pelo Museu de Arte de São Paulo em 1954. Pietro Maria Bardi, então diretor do museu, assumiu a responsabilidade de incorporar a Ressurreição Kinnaird ao corpus de obras de Rafael, tomando por base a existência de dois estudos preparatórios para a composição, iniciando um acalorado debate sobre sua autoria. Atualmente, a atribuição a Rafael é quase consensualmente aceita pelos especialistas. É a única obra do artista conservada no hemisfério sul. 
xsd:nonNegativeInteger 224 
xsd:integer 1678106 
xsd:nonNegativeInteger 42502 
xsd:integer 43510046 

data from the linked data cloud