República da Espada

http://pt.dbpedia.org/resource/República_da_Espada

A República da Espada foi o período no qual o Brasil foi governado pelos marechais Deodoro da Fonseca e Floriano Peixoto entre os anos de 1889 a 1894. Trata-se de uma época caracterizada como uma ditadura militar. Durante esse período foram comuns os levantes populares e a repressão a focos de resistência simpáticos ao Imperador Dom Pedro II e à restauração da monarquia.
República da Espada 
xsd:integer 13 
xsd:integer 1890  1895  1967  1987  1999  2009 
Gilberto Freyre 
Afonso Celso de Assis Figueiredo 
Eduardo Paulo da Silva Prado 
Marco Antonio Villa 
Mario Henrique Simonsen 
Horton, Rod W 
Universidade de Brasília 
University of California Press 
Armand Colin et Cie 
Imprimerie F. Pichon 
Instituto Teotônio Vilela 
Revista de Portugal 
Ibérica. Revista interdisciplinar de estudos ibéricos e ibero-americanos 
xsd:decimal 9780520056824 
xsd:integer 1980 
Brasília 
Juiz de Fora 
Lisboa 
Paris 
en 
pt 
Eduardo 
Gilberto 
Mário Henrique 
Afonso Celso de Assis 
Bernardo Goytacazes 
Marco Antonio 
xsd:integer 232  512 
harv 
A illusão americana 
Advento da dictadura militar no Brazil 
Legitimação da Monarquia no Brasil 
Os fastos da dictadura militar no Brazil 
Sociedade e história do Brasil 
Order and Progress: Brazil from Monarchy to Republic 
A Instabilidade Política na Primeira República Brasileira 
http://books.google.com.br/books?id=0mYwAQAAMAAJ 
http://books.google.com.br/books?isbn=0520056825 
Prado 
Figueiredo 
Araújo 
Simonsen 
Freyre 
Villa 
A República da Espada foi o período no qual o Brasil foi governado pelos marechais Deodoro da Fonseca e Floriano Peixoto entre os anos de 1889 a 1894. Trata-se de uma época caracterizada como uma ditadura militar. Durante esse período foram comuns os levantes populares e a repressão a focos de resistência simpáticos ao Imperador Dom Pedro II e à restauração da monarquia. O Império do Brasil não mais representava os interesses dos grandes cafeicultores do oeste paulista e, ao abolir a escravidão, deixou de ter o apoio dos velhos fazendeiros escravocratas. O café era, de longe, o principal produto de exportação, além de apresentar-se como o maior empregador e dinamizador da economia interna. Por isso, os interesses dos cafeicultores estavam sempre em primeiro plano, durante o período da República Velha. Uma junta militar encabeçada por Deodoro da Fonseca governou o Brasil entre 1889 e 1891, período de intervenção em nome de Dom Pedro II, que encontrava-se em Paris, França, quando das eleições indiretas o elegeram presidente, título que o interventor recebia no Império, com Floriano como vice. Entretanto, Deodoro renunciou no mesmo ano, devido a sua incapacidade como político, com problemas de saúde que o afligiam havia anos desde a Guerra do Paraguai, e com aumento dos graves problemas políticos e econômicos, como atritos com a oligarquia cafeeira, que queria o Poder em uma República, greves devido à inflação crescente, o estouro da bolha do encilhamento e a Primeira Revolta da Armada, liderada por membros da marinha que, com forte influência monarquista não se conformavam com os poderes ditatoriais do exército. Ao suceder Deodoro, Floriano Peixoto tentou reverter os efeitos da crise econômica sem sucesso, ao mesmo tempo que reprimiu com mão de ferro os movimentos que contestavam o regime militar, notadamente a Revolta da Armada e a Revolução Federalista. 
xsd:nonNegativeInteger 55 
xsd:integer 41728 
xsd:nonNegativeInteger 13214 
xsd:integer 44894766 

data from the linked data cloud