República Popular da Polónia

http://pt.dbpedia.org/resource/República_Popular_da_Polónia an entity of type: Thing

A República Popular da Polônia (em polaco: Polska Rzeczpospolita Ludowa, PRL) foi uma república comunista da Europa central, estabelecida em 1944 (constituição: 1952) e dissolvida após a queda do Bloco de Leste em 1989. Foi sucedida pela Terceira República Polonesa, denominação histórica para a Polónia atualA história da Polônia entre 1945 a 1989 compreende a etapa em que foi estabelecido um Estado socialista no país sob o nome de República Popular da Polônia, após o fim da Segunda Guerra Mundial.
República Popular da Polónia 
yes 
xsd:integer 1939  1945  1980  1989 
xsd:integer 1947  1952  1964  1968  1970  1972  1985 
Bandeira da República Popular da Polónia 
Europa 
xsd:integer 1990 
xsd:integer 37988000 
xsd:integer 312865 
janeiro de 2013 
xsd:integer 31 
xsd:integer
xsd:integer 17 
Estado satélite da União Soviética 
Re-democratização política 
Dissolução 
Implantação do Regime Comunista 
Estado socialista 
+1 
Mazurek Dąbrowskiego 
Flag of Poland .svg 
Coat_of_arms_of_Poland_.svg 
Poland_1956-1990.svg 
República Popular da Polónia 
Polónia 
Polska Rzeczpospolita Ludowa 
RPP 
sim 
Brasão de armas da União Soviética 
Presidente 
A República Popular da Polônia (em polaco: Polska Rzeczpospolita Ludowa, PRL) foi uma república comunista da Europa central, estabelecida em 1944 (constituição: 1952) e dissolvida após a queda do Bloco de Leste em 1989. Foi sucedida pela Terceira República Polonesa, denominação histórica para a Polónia atual A história da Polônia entre 1945 a 1989 compreende a etapa em que foi estabelecido um Estado socialista no país sob o nome de República Popular da Polônia, após o fim da Segunda Guerra Mundial. Perto do fim da Segunda Guerra Mundial, as forças do Exército da Alemanha nazista foram expulsas do território polonês, graças ao avanço do Exército Vermelho da União Soviética. A Conferência de Yalta aprovou a formação de um governo provisório de coalizão pró-comunista. Muitos poloneses viram neste acordo uma forma de traição projetada para agradar o líder soviético Josef Stalin. O novo governo estabelecido em Varsóvia aumentou seu poder e após os dois primeiros anos, o Partido Unificado dos Trabalhadores da Polônia (PZPR / PZPR), sob o comando de Bolesław Bierut, assumiu o controle do país, tornando-se, assim, parte do esfera de influência do novo poder soviético na Europa Oriental após a Segunda Guerra Mundial. Após a morte de Stalin em 1953 ocorreu na Europa Oriental uma época de degelo que permite o governo de uma facção mais liberal dos comunistas poloneses liderados por Władysław Gomułka. A Polônia desfrutou de um período de relativa estabilidade na década seguinte, mas em meados dos anos 60, começou a aumentar as dificuldades econômicas e políticas. Em dezembro de 1970, o governo anunciou surpreendentemente aumentos fortes nos preços dos alimentos básicos em uma tentativa de evitar o colapso econômico. Tudo isso foi seguido por uma onda de protestos populares contra esses aumentos que levou o governo a introduzir um novo programa econômico que produziu um aumento imediato nos padrões de vida, mas que não durou muito tempo devido ao desenvolvimento da crise do petróleo de 1973. Na década de 1970, o governo de Edward Gierek finalmente foi forçado a aumentar os preços o que levou a uma nova onda de protestos públicos. Este ciclo foi interrompido em 1978 com a nomeação de Karol Wojtyla como Papa João Paulo II. Esta nomeação inesperada teve um efeito eletrizante sobre a oposição ao comunismo na Polônia. No início de agosto de 1980, uma nova onda de protestos liderados pelo eletricista Lech Walesa, entre outros, fundador do sindicato independente Solidariedade (polonês: Solidarność), forçou o governo de Wojciech Jaruzelski a declarar a lei marcial em dezembro de 1981 conduzindo a prisão da maioria dos líderes da oposição. No entanto, a mudança era inevitável. Com as reformas de Mikhail Gorbachev na União Soviética, o aumento da pressão da Igreja Católica e dos sindicatos, juntamente com a enorme dívida externa, o governo comunista foi forçado a negociar com a oposição. Em 1988, a mesa de negociações alterou radicalmente a estrutura do governo polonês e da sociedade. Em abril de 1989, o Solidariedade foi legalizado e autorizado a participar na próxima eleição. Seus candidatos foram vitoriosos. Em 1990, Jarurelski renunciou ao seu mandato. Ele foi sucedido por Lech Walesa, em dezembro. Em finais de agosto do ano seguinte, formou-se o governo do Solidariedade, e em dezembro Walesa foi eleito presidente transformando a República Popular da Polónia na República da Polônia. 
xsd:integer 1791646 
xsd:integer 44940571 
Polónia 
Polska Rzeczpospolita Ludowa 
República Popular da Polónia 
xsd:integer 1990 
xsd:integer 1947 
xsd:gYear 1947  1990 
Presidente 
xsd:nonNegativeInteger 121 
xsd:nonNegativeInteger 29204 

data from the linked data cloud