Reino das Astúrias

http://pt.dbpedia.org/resource/Reino_das_Astúrias an entity of type: Thing

O Reino das Astúrias foi a primeira região da Península Ibérica que se libertou do domínio dos Mouros quando da invasão por estes da Península Ibérica. Protegidos por uma imponente cadeia montanhosa, os cristãos que escaparam à conversão islâmica imposta pela invasão dos Mouros refugiaram-se naquele pequeno território do norte da península, a partir do qual dariam início ao processo de Reconquista Cristã, inicialmente mediante pequenas escaramuças, até aos confrontos directos com os estandartes dos vários reinos cristãos que se foram formando.
Reino das Astúrias 
xsd:integer 1966  1974  1986  1989  1994  2000  2001  2002  2006 
AMARAL, Luis, e SANTOS, Marcos Soromenho 
BARBERO, Abilio e VIGIL, Marcelo 
BARRAU-DIHIGO, Lucien 
CARO BAROJA, Julio 
FERNÁNDEZ CONDE, F.J. 
MAÍLLO SALGADO, F. 
MÍNGUEZ, José María 
SÁNCHEZ ALBORNOZ, Claudio 
SÃO PAYO, Luís de Mello Vaz de 
VILLACAÑAS BERLANGA, José Luis 
VÁRIOS, p. 317 
xsd:integer 200 
xsd:integer 84 
xsd:decimal 8434407418 
Guarda-Mor 
Instituto Português de Heráldica 
Universidade Moderna, 1ª ed. 
O reino das Astúrias no ano 750, no fim do califado Omíada. 
Lisboa 
Porto 
Barcelona: Ariel 
Ed. Nerea. Madrid 
La época de la Monarquía asturiana, AAVV 
Silverio Cañada, Editor. Barcelona 
A Herança Genética de D. Afonso Henriques 
Costados do Duque de Bragança 
Cristianización y simbología del poder 
Despoblación y repoblación en el Valle del Duero 
Historia política del Reino Asturiano 
La formación de los reinos hispánicos 
Los pueblos de España 
Los pueblos del Norte 
Sobre los orígenes sociales de la Reconquista 
El reino de Asturias desde la perspectiva de las fuentes árabes 
Actas do 17º Congresso Internacional de Ciências Genealógica e Heráldica 
La formación del feudalismo en la Península Ibérica 
La religiosidad medieval en España. I: Alta Edad Media. 
La España de los siglos VI al XIII. Guerra, expansión y transformaciones. En busca de una frágil unidad 
xsd:gYear 0718  0925 
Mapa da Península Ibérica em 750 d.C. 
O Reino das Astúrias foi a primeira região da Península Ibérica que se libertou do domínio dos Mouros quando da invasão por estes da Península Ibérica. Protegidos por uma imponente cadeia montanhosa, os cristãos que escaparam à conversão islâmica imposta pela invasão dos Mouros refugiaram-se naquele pequeno território do norte da península, a partir do qual dariam início ao processo de Reconquista Cristã, inicialmente mediante pequenas escaramuças, até aos confrontos directos com os estandartes dos vários reinos cristãos que se foram formando. Foi, portanto, a primeira entidade política cristã estabelecida na península depois da capitulação do Reino Visigótico, na sequência da morte de Rodrigo, último rei visigodo, na batalha de Guadalete. A designação de Reino das Astúrias foi inicialmente ostentada por Pelágio das Astúrias. Em 910, como a Reconquista fez alargar muito o seu território, este foi dividido pelos filhos do Rei Afonso III, o Grande. Tendo Fruela ficado com as Astúrias, Ordonho com o Reino da Galiza e Garcia com o Reino de Leão. Em determinada altura a Galiza e as Astúrias estiveram integradas no reino de Leão, dada a morte sem descendentes dos seus soberanos, tendo o rei Fruela passado a controlar toda a vasta área do Noroeste Peninsular cristão.Mas, ao conquistar cada vez mais área para si, na verdade acabaram depois por separar de novo. Mais tarde, podemos considerar que a partir dele surgiram outros reinos como o Reino de Navarra, Aragão e Castela que derivou em Reino de Leão e Castela e o Condado Portucalense, subsequentemente Reino de Portugal. 
xsd:nonNegativeInteger 833 
Reino das Astúrias 
xsd:integer 65886 
xsd:nonNegativeInteger 105865 
xsd:integer 43400411 

data from the linked data cloud