Reino da Inglaterra

http://pt.dbpedia.org/resource/Reino_da_Inglaterra an entity of type: Thing

O Reino da Inglaterra foi um Estado na ilha da Grã-Bretanha que surgiu em meados do século X (originado de vários reinos anglo-saxões, do período conhecido como Heptarquia),durando até 1707 (quando se uniu com a Escócia para formar o Reino da Grã-Bretanha).
Reino da Inglaterra 
xsd:integer 1066  1535  1603  1649  1688 
xsd:integer 927  1702 
Bandeira de Inglaterra 
Flag of Northumbria.svg 
Essex 2.svg 
Flag of Sussex.svg 
FlagOfWessex.svg 
Kingdom of Kent.svg 
Saint Alban's cross.svg 
Williamson p16 3.svg 
Union flag 1606 .svg 
Bandeira 
Londres 
Winchester 
xsd:integer 1283  1542  1707 
xsd:integer 3000  5000  5750 
xsd:integer 145000  151000 
xsd:integer 11  24 
xsd:integer
Século X a XVIII 
Unificação 
— 
Semi-constitucional 
— Absolutismo 
— Constitucional 
Inglês, Nórdico antigo, Galês, Córnico, Cúmbrico, Latim, Anglo-normando 
Flag of England.svg 
Royal Coat of Arms of England .svg 
Localização da Inglaterra em 1700 
Etelstano 
Ana 
Kingdom of England.png 
Reino da Inglaterra 
Inglaterra 
Kingdom of England 
Reino de Essex 
Reino da Mércia 
Reino da Nortúmbria 
Reino da Ânglia Oriental 
Reino de Kent 
Reino de Wessex 
Reino de Sussex 
— Anglicanismo 
— Catolicismo 
Reino da Grã-Bretanha 
Armas Reais da Inglaterra 
Real brasão de armas 
Dieu et mon droit 
xsd:integer 1707 
c. 927 
xsd:gYear 0927  1707 
Monarcas 
Dieu et mon droit 
(emportuguês: "Deus e o meu direito") 
Localização da Inglaterra em 1700 
∟ 
Parlamento 
Câmara dos Lordes 
Câmara dos Comuns 
Câmara inferior 
Câmara superior 
O Reino da Inglaterra foi um Estado na ilha da Grã-Bretanha que surgiu em meados do século X (originado de vários reinos anglo-saxões, do período conhecido como Heptarquia),durando até 1707 (quando se uniu com a Escócia para formar o Reino da Grã-Bretanha). No início do século XI os reinos anglo-saxões, unidos por Etelstano (que reinou entre 927 e 939), tornaram-se parte do Império do Mar do Norte de Canuto, o Grande, uma união pessoal entre a Inglaterra, Dinamarca e Noruega. A conquista normanda da Inglaterra em 1066 levou à transferência da capital inglesa e residência do soberano anglo-saxão de Winchester para Westminster e a cidade de Londres rapidamente se estabeleceu como a maior cidade da Inglaterra e o principal centro comercial. A história do Reino da Inglaterra a partir da conquista normanda em 1066 (o reino é conhecido como Inglaterra anglo-saxã antes da conquista normanda) convencionalmente distingue períodos nomeados após sucessivas dinastias: a Normandia (1066-1154), a Plantageneta (1154-1485), a Tudor (1485-1603) e a Stuart (1603-1714) (interrompida por um interregno de 1649 a 1660 durante o período republicano). De maneira cronológica, o direito de uma dinastia suceder a outra baseava-se no direito genealógico. Em 1284, Eduardo I terminou a conquista do País de Gales, colocando o país sob o controle da coroa inglesa. Eduardo III (que reinou de 1327 a 1377) transformou o Reino da Inglaterra em uma das potências militares mais formidáveis ​​na Europa. Seu reinado também viu desenvolvimentos vitais na legislação e governo, em particular, a evolução do parlamento inglês. A partir dos 1340 os reis da Inglaterra também colocaram-se a reivindicação à coroa de França, mas depois da Guerra dos cem anos e a eclosão das Guerra das rosas em 1455, os monarcas ingleses não estavam mais em condições de apresentar as suas reivindicações francesas e perderam todas as suas terras no continente, com exceção de Calais. Após os tumultos da Guerra das Rosas, a dinastia Tudor governou durante o Renascimento inglês e novamente prorrogando o poder monárquico inglês além da Inglaterra, alcançando a plena união da Inglaterra e do Principado de Gales em 1542. Henrique VIII começou a Reforma inglesa, e sua filha Isabel I lançou as bases do Império Britânico, alegando possessões no Novo Mundo. A partir da ascensão de Jaime I em 1603, a Casa de Stuart reinou na Inglaterra em uma união pessoal com a Escócia e Irlanda, conhecida como União das Coroas. Sob os Stuarts, o reinou mergulhou em um guerra civil, que culminou na execução de Carlos I em 1649. A monarquia retornou em 1660 após uma breve república, mas a guerra civil estabeleceu que um monarca inglês não podia governar sem o consentimento do parlamento, embora esta concepção tenha ganho estabilidade apenas como parte da Revolução Gloriosa em 1688. A partir deste momento o Reino da Inglaterra, bem como os seus estados sucessores, funcionou efetivamente como uma monarquia constitucional. 
xsd:nonNegativeInteger 95 
Inglaterra 
Reino da Inglaterra 
Kingdom of England 
xsd:integer 1506596 
xsd:nonNegativeInteger 10129 
xsd:integer 44848800 

data from the linked data cloud