Radiofarol não direcional

http://pt.dbpedia.org/resource/Radiofarol_não_direcional

Um radiofarol não direcional, comumente referido pela abreviatura NDB (do inglês Non-Directional Beacon), é um radiotransmissor, instalado em uma posição geográfica fixa e conhecida, que emite sinais de radiofrequência em formato LF, MF ou (menos comumente) UHF. A denominação "não direcional" decorre do fato de o NDB emitir sinais rádio em todas as direções (transmissão "circular" ou "em 360 graus"), o que faz com que os NDB sejam classificados como um tipo de .
Radiofarol não direcional 
Um radiofarol não direcional, comumente referido pela abreviatura NDB (do inglês Non-Directional Beacon), é um radiotransmissor, instalado em uma posição geográfica fixa e conhecida, que emite sinais de radiofrequência em formato LF, MF ou (menos comumente) UHF. A denominação "não direcional" decorre do fato de o NDB emitir sinais rádio em todas as direções (transmissão "circular" ou "em 360 graus"), o que faz com que os NDB sejam classificados como um tipo de . A emissão contínua desses sinais permite que indivíduos, edificações e veículos, desde que dotados de um rádio-receptor (fixo, no caso de edificações, ou móvel, no caso de indivíduos e veículos), consigam, na terra, na água ou no ar, identificar o NDB, localizá-lo geograficamente e utilizá-lo como referência para orientação. Em outras palavras: assim como uma bússola magnética comum aponta para o polo norte magnético da Terra, o rádio-receptor dos sinais do NDB funciona como uma espécie de "rádiobússola": uma vez sintonizada em um equipamento NDB, essa "rádiobússola" passa a apontar para a localização do NDB, como se o NDB fosse o "norte". Esse "norte radioelétrico" é denominado . O formato mais comum dos sinais radiogoniométricos consiste na emissão de uma portadora de onda longa contendo sinais radiotelegráficos (em geral código Morse) codificando grupos de letras que compõem o prefixo designador de um local ou estação. O sinal dos NDB é captado e descodificado por um radiogoniômetro ("radiobússola") conhecido como ADF (do inglês Automatic Direction Finder, ou seja, "Detector Automático de Direção" ou "Determinador Automático de Direção"). Os radiofaróis não direcionais, apesar do aparecimento dos equipamentos de navegação eletrônica (como GPS e GLONASS), ainda são bastante utilizados face às distorções ou blackouts que ocorrem em equipamentos que emitem sinais acima da ionosfera. Sua principal utilização é para a navegação aérea, sendo comum a instalação de estações NDB nas proximidades de aeródromos e em pontos específicos ao longo das aerovias mais utilizadas. Como serviço adicional, está a ser adicionado ao sinal dos radiofaróis não direcionais a informação corretora dos sinais dos sistemas de navegação por satélite, o que permite a utilização dos NDB em modo diferencial e em muito melhora a confiabilidade e precisão desses equipamentos. O NDB foi o primeiro dispositivo de rádio-orientação a surgir na aviação, aproximadamente em 1923. É considerado um auxílio-rádio à navegação aérea e um dos precursores da navegação IFR. Uma limitação tecnológica do NDB está relacionada às interferências que o seu sinal radioelétrico pode sofrer quando afetado pelo efeito noturno, pelas diferenças de relevo ou pelas condições atmosféricas e marítimas, que podem atenuar ou desviar o sinal transmitido pelo NDB e, com isto, fazer com que a localização do NDB seja informada incorretamente, nos rádio-receptores (radiogoniômetros) dos usuários (indivíduos, aeronaves, embarcações, edificações contendo estações de rádio etc.). 
xsd:nonNegativeInteger 32 
xsd:integer 541672 
xsd:nonNegativeInteger 6442 
xsd:integer 42688169 

data from the linked data cloud