Paulo Maluf

http://pt.dbpedia.org/resource/Paulo_Maluf an entity of type: Thing

Paulo Salim Maluf (São Paulo, 3 de setembro de 1931) é um político, engenheiro e empresário brasileiro, filho de pais de origem libanesa. Foi duas vezes prefeito de São Paulo, além de secretário dos transportes, presidente da Caixa Econômica Federal, presidente da Associação Comercial de São Paulo, governador do estado de São Paulo, e candidato à Presidência da República. Na política, Maluf associou-se ao conservadorismo e, dentre as obras públicas inauguradas durante sua administração como prefeito da capital paulista, estão a Marginal Pinheiros, o Elevado Presidente Costa e Silva e o Túnel Ayrton Senna. Em 2014, era o 5º político mais rico do Brasil, segundo a revista Forbes.
Paulo Maluf 
xsd:integer 1969  1979  1993 
Paulo Maluf.jpg 
xsd:integer 200 
xsd:integer 26 
xsd:integer
xsd:integer
xsd:integer
xsd:integer
xsd:integer
xsd:integer 15 
até 1 de janeiro de 1997 
até 14 de maio de 1982 
até 15 de março de 1975 
até 31 de janeiro de 1987 
até 31 de janeiro de 2011 
até 31 de janeiro de 2015 
até 7 de abril de 1971 
até atualidade 
brasileiro 
Paulo Maluf 
Maria Estéfano Maluf 
Salim Farah Maluf 
Empresário e Engenheiro 
Católico 
xsd:integer 25 
xsd:integer 29 
xsd:integer 38 
Deputado federal por São Paulo 
Secretário de Transportes de São Paulo 
Governador 
Vice-governador 
Paulo Salim Maluf 
25.ºGovernadordeSão Paulo 
38° PrefeitodeSão Pauloborder|20px 
Paulo Salim Maluf 
Paulo Salim Maluf (São Paulo, 3 de setembro de 1931) é um político, engenheiro e empresário brasileiro, filho de pais de origem libanesa. Foi duas vezes prefeito de São Paulo, além de secretário dos transportes, presidente da Caixa Econômica Federal, presidente da Associação Comercial de São Paulo, governador do estado de São Paulo, e candidato à Presidência da República. Na política, Maluf associou-se ao conservadorismo e, dentre as obras públicas inauguradas durante sua administração como prefeito da capital paulista, estão a Marginal Pinheiros, o Elevado Presidente Costa e Silva e o Túnel Ayrton Senna. Em 2014, era o 5º político mais rico do Brasil, segundo a revista Forbes. Seu primeiro partido político foi a Arena, sustentáculo do regime militar, que posteriormente sofreu diversas alterações de nomenclatura até chegar na denominação atual, Partido Progressista. A ascensão e o sucesso como administrador público estiveram na origem do termo malufismo, em alusão à influência que Maluf deteve na política paulista. A indicação de Maluf como candidato da eleição presidencial de 1985, a primeira após a abertura política, dividiu o partido, numa disputa interna de poder. Os membros da Arena contrários à candidatura, liderados por José Sarney, terminaram por fundar o dissidente Partido da Frente Liberal. Candidato, Maluf perdeu a eleição para Tancredo Neves. Maluf voltaria a vencer um pleito em 1992, para a Prefeitura de São Paulo. Depois disso, não foi mais eleito para cargos executivos e passou a disputar, com êxito, eleições parlamentares. Foi eleito deputado federal nos anos de 2006, 2010, e 2014, nessa última com pouco mais de 250 mil votos. É pré-candidato à Prefeitura de São Paulo nas eleições de 2016. 
xsd:nonNegativeInteger 410 
Paulo Maluf 
xsd:integer 16722 
xsd:nonNegativeInteger 64955 
xsd:integer 44962437 

data from the linked data cloud