Patrologia Grega

http://pt.dbpedia.org/resource/Patrologia_Grega

A Patrologia Grega (em latim: Patrologia Graeca), também referida como Patrologia do Curso Completo (Patrologiae Cursus Completus) ou Série Grega (Series Graeca), é uma coleção editada das obras dos Padres da Igreja cristãos e vários escritores seculares, escritos em koiné antigo ou em grego medieval. Ela consiste de 161 volumes produzidos em 1857-1866 pela Imprimerie Catholique de J. P. Migne. Estão incluídos na obra tanto os autores orientais quanto os ocidentais que escreveram antes que o latim se tornasse predominante na igreja ocidental no século III, o caso de todos os Padres Apostólicos, por exemplo, e também as Epístolas de Clemente, o Pastor de Hermas, Eusébio de Cesareia, Orígenes e os Padres Capadócios, Basílio Magno, Gregório de Nazianzo e Gregório de Nissa.
Patrologia Grega 
A Patrologia Grega (em latim: Patrologia Graeca), também referida como Patrologia do Curso Completo (Patrologiae Cursus Completus) ou Série Grega (Series Graeca), é uma coleção editada das obras dos Padres da Igreja cristãos e vários escritores seculares, escritos em koiné antigo ou em grego medieval. Ela consiste de 161 volumes produzidos em 1857-1866 pela Imprimerie Catholique de J. P. Migne. Estão incluídos na obra tanto os autores orientais quanto os ocidentais que escreveram antes que o latim se tornasse predominante na igreja ocidental no século III, o caso de todos os Padres Apostólicos, por exemplo, e também as Epístolas de Clemente, o Pastor de Hermas, Eusébio de Cesareia, Orígenes e os Padres Capadócios, Basílio Magno, Gregório de Nazianzo e Gregório de Nissa. Os 161 volumes estão foram encadernados em 166 livros diferentes (volumes 16 e 87 estão divididos em três partes e o volume 86, em dois). Um importante volume final, que incluiria alguns suplementos e um índice completo, nunca foi publicado, pois as placas foram destruídas num incêndio em 1868 A primeira série continha apenas traduções latinas dos originais (81 volumes, 1856 - 1861). A segunda já continha o texto em grego com uma tradução sinótica para o latim (166 volumes, 1857-1866). Os textos são inter-relacionados, com uma coluna em grego e uma correspondente ao lado com a tradução latina. Nos pontos onde o original grego se perdeu, como no caso de Ireneu, os fragmentos sobreviventes estão espalhados por todo o texto em latim. Em um caso, o original está preservado em siríaco apenas e traduzido para o latim. Muitas vezes, a informação sobre o autor é dada também em latim. 
xsd:nonNegativeInteger 366 
xsd:integer 3059151 
xsd:nonNegativeInteger 16845 
xsd:integer 44588130 

data from the linked data cloud