Partido Pátria Livre

http://pt.dbpedia.org/resource/Partido_Pátria_Livre an entity of type: Thing

O Partido Pátria Livre (PPL) é um partido político do Brasil. Foi fundado em 21 de abril de 2009 e registrado na Justiça Eleitoral em 3 de outubro de 2011. Seu número eleitoral é 54 e suas cores são o verde e o amarelo. Possui cerca de 30 mil filiados no país, sendo São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Ceará os estados onde o PPL tem mais membros. Seu espectro político atual consiste na esquerda e no nacional-desenvolvimentismo. Faz parte, junto com outros partidos da esquerda brasileira, do Foro de São Paulo. Edita o jornal Hora do Povo. Desde 2013, doze municípios do país já são administrados por prefeitos da sigla. Desde outubro de 2012, o partido também já tem uma cadeira no Senado Federal.
Partido Pátria Livre 
green 
* Iara Cassano - Movimento Universitário da JPL; Secretária Geral da UNE * Gabriel Alves - Coordenador Nacional da JPL * Nelson Júnior - Diretor Nacional da JPL; Presidente da UGES Ex-presidente da UMESPA * Letícia Moreira - Diretora Nacional da JPL; Vice-presidenta da UGES; Presidenta da UMESPA * Rodrigo Lucas - Presidente da UMES * Mariara Cruz - Diretora da UNE ; Candidata a vereadora em Sapucaia do Sul em 2012 * Carolina Alencar - Diretora Nacional da JPL; Tesoureira da FMG e ex-presidenta da UMESPA * Thalisson Silva - Assistente-RS da JPL; Ex-presidente da UMESPA * Ana Luisa de Freitas Braga - Tesoureira geral da UMES * Marcos Kaue Ferreira Queiroz - Vice-presidente da UMES * Thaisa Maria do Nascimento - Diretora do Departamento Feminino da UMES * Leonardo da Vinci Fonseca Ramos - Vice-presidente da UMES 
Verde, Amarelo e Vermelho 
Centro-esquerda a Esquerda 
Membros notáveis da JPL 
Governadores 
Prefeitos 
Senadores 
xsd:integer 32714 
Eleições 
Política do Brasil 
Sérgio Rubens de Araújo Torres 
Hora do Povo 
Sítio oficial do periódico Hora do Povo, com as edições publicadas 
Sítio oficial da Juventude Pátria Livre 
Sítio oficial do Partido Pátria Livre 
Sítio oficial da Central Geral dos Trabalhadores do Brasil 
http://juventudepatrialivre.org 
http://www.cgtb.org.br 
http://www.horadopovo.com.br 
http://www.partidopatrialivre.org.br 
text-align: left; font-size: 100%; width: 90%; 
background: #cccccc; font-size: 100%; width: 90%; 
Verde,AmareloeVermelho 
xsd:nonNegativeInteger 32714 
Partido Pátria Livre.jpg 
Partido Pátria Livre 
xsd:integer 54 
O Partido Pátria Livre (PPL) é um partido político do Brasil. Foi fundado em 21 de abril de 2009 e registrado na Justiça Eleitoral em 3 de outubro de 2011. Seu número eleitoral é 54 e suas cores são o verde e o amarelo. Possui cerca de 30 mil filiados no país, sendo São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Ceará os estados onde o PPL tem mais membros. Seu espectro político atual consiste na esquerda e no nacional-desenvolvimentismo. Faz parte, junto com outros partidos da esquerda brasileira, do Foro de São Paulo. Edita o jornal Hora do Povo. Desde 2013, doze municípios do país já são administrados por prefeitos da sigla. Desde outubro de 2012, o partido também já tem uma cadeira no Senado Federal. A criação do PPL foi impulsionada por membros do Movimento Revolucionário Oito de Outubro (MR-8), uma organização revolucionária, de esquerda radical e guerrilheira, surgida em 1969 com o fim da Dissidência Guanabara (dissidentes do Partido Comunista Brasileiro do Rio de Janeiro) e que a partir dos anos 1980 passa a atuar como uma ala do Movimento Democrático Brasileiro (atual PMDB). O projeto político do PPL basea-se num forte nacionalismo, referenciado até em Tiradentes. O partido defende o modelo de nacional-desenvolvimentismo. Faz um balanço positivo dos governos de Getúlio Vargas (do antigo PTB) e de Luis Inácio Lula da Silva (do PT). Em contrapartida a sigla faz maiores críticas aos governos de Fernando Henrique Cardoso (do PSDB). Nos últimos tempos, o PPL foi se afastando cada vez mais do governo federal, por diversas críticas à administração de Dilma. Nas eleições presidenciais de 2014, o PPL apoiou a candidatura de Marina Silva (PSB) à presidência e puxou o voto nulo no segundo turno. No movimento sindical, o PPL atua através da Central Geral dos Trabalhadores do Brasil (CGTB), inclusive há muito anos presidindo-a. No movimento estudantil, organiza-se como Juventude Pátria Livre / Mutirão a qual administrando diversas entidades estudantis pelo país. Recentemente a JPL/Mutirão rompeu a com a União da Juventude Socialista (UJS-PCdoB),passando a construir um novo Campos no interior da UNE com a Juventude Socialista Brasileira (JSB-PSB). 
xsd:nonNegativeInteger 236 
xsd:integer 3356725 
xsd:nonNegativeInteger 34915 
xsd:integer 44756706 

data from the linked data cloud