Partido Democrático (Itália)

http://pt.dbpedia.org/resource/Partido_Democrático_(Itália) an entity of type: Thing

O Partido Democrático (em italiano: Partito Democratico, PD) é um partido político de Itália.O partido foi fundado em 2007, através da fusão de vários partidos de centro-esquerda, que tinham concorrido juntos na A União e na A Oliveira desde da década de 1990, dos quais se destacavam, dois partidos: os Democratas de Esquerda, herdeiros do antigo Partido Comunista Italiano e, a Democracia e Liberdade - A Margarida, composto pela ala da esquerda cristã da antiga Democracia Cristã.
Partido Democrático (Itália) 
Red 
Vermelho,Branco e Verde 
xsd:integer 2007 
A Margarida-Democracia é Liberdade 
Liberalismo 
Terceira Via 
Social liberalismo 
Socialismo democrático 
Esquerda cristã 
Parlamentos Regionais 
Presidentes Regionais 
Partido Democrático 
Partito Democratico 
Roma, 
Vermelho,BrancoeVerde 
Partito Democratico 
O Partido Democrático (em italiano: Partito Democratico, PD) é um partido político de Itália.O partido foi fundado em 2007, através da fusão de vários partidos de centro-esquerda, que tinham concorrido juntos na A União e na A Oliveira desde da década de 1990, dos quais se destacavam, dois partidos: os Democratas de Esquerda, herdeiros do antigo Partido Comunista Italiano e, a Democracia e Liberdade - A Margarida, composto pela ala da esquerda cristã da antiga Democracia Cristã. O PD apesar de, ser descrito como social-democrata, tem várias correntes ideológicas, divididas em diferentes alas ou sectores do partido. Por isso, o partido pode ser definido como um partido pega-tudo, porque, dentro do partido, estão, desde liberais, que defendem o liberalismo económico, como é o caso de Matteo Renzi, que segue uma linha inspirada pela Terceira via de Tony Blair, passando pela esquerda cristã, pelos defensores do liberalismo seguido pelo Partido Democrata até socialistas democráticos, próximos dos sindicatos e da social-democracia tradicional. Por isto, o PD é descrito como um partido pega-tudo de centro-esquerda, que agrupa várias facções ideológicas de esquerda. Em 2013, após as eleições gerais, o PD decidiu fazer um governo de grande coligação, coligando-se com os seus rivais de centro-direita, O Povo da Liberdade de Silvio Berlusconi. Em Fevereiro de 2014, Matteo Renzi, até então presidente da câmara de Florença, foi eleito líder do partido, e, propôs que Enrico Letta, até então, primeiro-ministro, se demitisse. Após a demissão de Letta, Matteo Renzi foi empossado primeiro-ministro, liderando um governo de coligação com o Novo Centro-direita (cisão da Força Itália), o Escolha Cívica e a União dos Democratas-Cristãos e de Centro. Renzi tem um programa, profundamente, reformador, que inclui, a revisão constitucional, a liberalização do mercado de trabalho, a abolição do Senado e cortes de vários pequenos impostos, tudo isto, em nome do crescimento económico e da estabilidade política. A nível de afiliação internacional, o partido também sofreu grandes divisões sobre o assunto, porque, a ala liberal do partido defendia a integração no Partido da Aliança dos Democratas e Liberais pela Europa, enquanto, a ala social-democrata defendia a adesão ao Partido Socialista Europeu. Em 2012, o PD fez parte da primeira reunião da Aliança Progressista, organização que junta vários partidos de centro-esquerda, e, desde então, esta tem sido a sua afiliação internacional. A nível de afiliação europeia, só com a eleição de Matteo Renzi em 2014, é que ficou decidida, visto que, Renzi, da ala liberal do partido, defendia a integração no Partido Socialista Europeu. Em Fevereiro de 2014, o PD foi aceite como membro do Partido Socialista Europeu. 
xsd:nonNegativeInteger 79 
Partido Democrático 
xsd:integer 1379969 
xsd:nonNegativeInteger 10098 
xsd:integer 44932996 

data from the linked data cloud