Partido Baath

http://pt.dbpedia.org/resource/Partido_Baath an entity of type: Thing

O Partido Socialista Árabe Ba'ath ou Baath (em árabe: حزب البعث العربي الاشتراكي Ḥizb Al-Ba‘ath Al-‘Arabī Al-Ishtirākī) foi um partido político fundado na Síria por Michel Aflaq, Salah ad-Din al-Bitar e associados de Zaki al-Arsuzi. O partido defendia o Baathismo (do em árabe: البعث Al-Ba'ath) que é uma mistura ideológica de nacionalismo árabe, pan-arabismo, o socialismo árabe e anti-imperialismo. O Baathismo pedia unificação do mundo árabe em um único estado. Seu lema, "Unidade, Liberdade, Socialismo", refere-se a unidade árabe, e liberdade de controle e interferências não-árabes.
Partido Baath 
black 
Preto, vermelho, branco e verde 
Flag of the Ba'ath Party.svg 
xsd:integer 200 
Partido Baath 
حزب البعث العربي الاشتراكي 
Al-Ba'ath 
Unidade, liberdade, socialismo 
Preto, vermelho, branco e verde (ascores pan-árabes) 
O Partido Socialista Árabe Ba'ath ou Baath (em árabe: حزب البعث العربي الاشتراكي Ḥizb Al-Ba‘ath Al-‘Arabī Al-Ishtirākī) foi um partido político fundado na Síria por Michel Aflaq, Salah ad-Din al-Bitar e associados de Zaki al-Arsuzi. O partido defendia o Baathismo (do em árabe: البعث Al-Ba'ath) que é uma mistura ideológica de nacionalismo árabe, pan-arabismo, o socialismo árabe e anti-imperialismo. O Baathismo pedia unificação do mundo árabe em um único estado. Seu lema, "Unidade, Liberdade, Socialismo", refere-se a unidade árabe, e liberdade de controle e interferências não-árabes. O partido foi fundado pela fusão do movimento árabe Baath, liderado por Aflaq e al-Bitar, e o Baath Árabe, liderado por Al-Arsuzi, em 7 de abril de 1947, como o Partido Socialista Baath. Ramos do partido rapidamente se estabeleceram em outros países árabes, embora só tiveram o poder no Iraque e na Síria. O Partido Árabe Baath fundiu-se com o Partido Socialista Árabe, liderada por Akram al-Hawrani, em 1952, para formar o Partido Socialista Árabe Ba'ath. O partido recém-formado foi um sucesso relativo, e tornou-se o segundo maior partido no parlamento sírio na eleição de 1954. Isso, juntamente com a força crescente do Partido Comunista Sírio, levou à criação da República Árabe Unida (RAU), uma união entre o Egito e Síria. A união iria se revelar infrutífera, e um golpe de Estado sírio, em 1961, dissolveu a união. Após a dissolução da RAU, o Partido Baath foi reconstituído. No entanto, durante a RAU, ativistas militares tinham estabelecido o Comitê Militar para assumir o controle do Partido Baath das mãos de civis. Enquanto isso, no Iraque, a filial local do Partido Baath tomou o poder por orquestrar e liderar a revolução Ramadã, só a perder o poder alguns meses mais tarde. O Comitê Militar, com o consentimento de Aflaq, tomou o poder na Síria, na revolução de 8 de março, em 1963. A luta pelo poder rapidamente se desenvolveu entre a facção de civis liderada por Aflaq, al-Bitar e Munif al-Razzaz e o Comitê Militar liderado por Salah Jadid e Hafez al-Assad. Como as relações entre as duas facções se tornou pior, o Comitê Militar iniciou um golpe de Estado na Síria em 1966 que derrubou o Comando Nacional liderado por al-Razzaz, Aflaq e os seus apoiantes. O golpe de 1966 dividiu o Partido Baath entre o movimento Baath iraquiano dominado e o dominado movimento Baath sírio. 
xsd:nonNegativeInteger 102 
Partido Baath 
حزب البعث العربي الاشتراكي 
xsd:integer 252630 
xsd:nonNegativeInteger 49125 
xsd:integer 44607481 

data from the linked data cloud