Palácio da Aljafería

http://pt.dbpedia.org/resource/Palácio_da_Aljafería an entity of type: Thing

A Aljafería é um palácio fortificado construído na segunda metade do século XI, na época de Al-Muqtadir, em Saragoça, como residência dos reis hudes, e reflete o esplendor alcançado pelo reino taifa de Saraqusta no momento de seu máximo apogeu político e cultural.
Palácio da Aljafería 
xsd:integer 1986 
iv 
xsd:integer 378 
xsd:integer 250 
Vista do Palácio da Aljaferia, em Saragoça 
Arquitectura mudéjar de Aragão 
Espanha 
Vista do Palácio da Aljaferia, em Saragoça 
A Aljafería é um palácio fortificado construído na segunda metade do século XI, na época de Al-Muqtadir, em Saragoça, como residência dos reis hudes, e reflete o esplendor alcançado pelo reino taifa de Saraqusta no momento de seu máximo apogeu político e cultural. Sua importância reside no fato de que é o único testemunho conservado de um grande edifício da arquitectura islâmica espanhola da época das Taifas. De modo que, se conserva um magnífico exemplo do Califado de Córdoba, sua Mesquita (século X), e outro do "canto do cisne" da cultura islâmica, La Alhambra de Granada, esta já do século XIV, deve-se incluir na tríade da arquitectura hispano-muçulmana a Aljaferia de Saragoça (século XI) para conhecer as realizações da arte taifa dessa época intermédia de reinos independentes anterior à chegada dos almorávidas. Depois da reconquista de Saragoça em 1118 por Afonso I, O Guerreiro passou a ser residência dos reis cristãos de Aragão, com o que a Aljaferia se converteu no principal foco difusor do mudéjar aragonês. Foi utilizada como residência régia por Pedro IV, o Cerimonioso e posteriormente, na planta principal, foi efetuada uma reforma que converteu estas estâncias em palácio dos Reis Católicos em 1492. Em 1593 experimentou outra reforma que a converteria em fortaleza militar, primeiro segundo desenhos renascentistas (que hoje se podem observar no seu entorno, fosso e jardins) e mais tarde como aquartelamento de regimentos militares. Sofreu reformas contínuas, e grandes danos, sobretudo com os Sítios de Saragoça da Guerra da Independência Espanhola até que finalmente foi restaurada na segunda metade do século XX e atualmente acolhe as Cortes de Aragão. Em sua origem a construção se fez extramuros da muralha romana, no plano de que seria o local onde os muçulmanos desenvolveriam seus exercícios militares conhecido como "La Almozara". Com a expansão urbana através dos anos, o edifício terminou por ficar dentro da cidade. Possui apenas um pequeno entorno ajardinado que fica insulado pelas ruas que passam a poucos metros dali. 
xsd:nonNegativeInteger 77 
Arquitectura mudéjar de Aragão 
xsd:integer 1442910 
xsd:nonNegativeInteger 12522 
xsd:integer 44835036 

data from the linked data cloud