Ospedale della Pietà

http://pt.dbpedia.org/resource/Ospedale_della_Pietà

O Ospedale della Pietà é um convento, orfanato e escola musical para mulheres de Veneza, na Itália, que se tornou famoso no século XVIII pelo alto nível de educação musical que dava às suas internas e por ter sido um dos principais locais de trabalho de Vivaldi.Como muitas das internas haviam sido abandonadas por causa de alguma deformidade fisica, Vivaldi providenciou instrumentos especiais para estas, e os concorridos concertos, assistidos pela aristocracia veneziana e estrangeira, eram realizados detrás de um gradil que impedia que a platéia visse as intérpretes.
Ospedale della Pietà 
O Ospedale della Pietà é um convento, orfanato e escola musical para mulheres de Veneza, na Itália, que se tornou famoso no século XVIII pelo alto nível de educação musical que dava às suas internas e por ter sido um dos principais locais de trabalho de Vivaldi. Foi criado em 1346 pelo governo de Veneza, como uma instituição de caridade para abrigar meninas órfãs ou abandonadas, que muitas vezes lá permaneciam por toda a vida, caso não casassem ou abraçassem a vida religiosa. Meninos eram aceitos apenas temporariamente, devendo partir aos 16 anos após aprenderem ofícios elementares como carpintaria e cantaria. A partir do século XVII foi instituída rigorosa educação musical em instrumento, composição e canto para as meninas talentosas, que eram chamadas de as Figlie di Choro. As restantes eram as Figlie di Comun, realizando apenas tarefas domésticas. Muitas não tinham nome de família, sendo conhecidas pelo instrumento que tocavam, como Anna Maria dal Violin e Meneghina dalla Viola. Pelo menos duas se tornaram compositoras de algum prestígio: Anna Bon e Vincenta Da Ponte. O auge do Ospedale aconteceu na primeira metade do século XVIII, quando a partir de 1704 Antonio Vivaldi se tornou seu professor de violino e Maestro dei Concerti (regente e compositor oficial) até deixar Veneza em 1740. Nesta época a orquestra e coro femininos do Ospedale atingiram seu mais alto grau de profissionalismo e perícia técnica, algo incomum para mulheres naquele tempo, e grande parte das obras de Vivaldi foi escrita especialmente para lá ser interpretada. Vivaldi tinha grande cuidado na educação das suas discípulas, muitas vezes ordenando grandes quantias para compra de finos instumentos para elas, alguns deles de fabricantes ilustres como Antonio Stradivari, Nicolò Amati e Andrea Guarneri. Como muitas das internas haviam sido abandonadas por causa de alguma deformidade fisica, Vivaldi providenciou instrumentos especiais para estas, e os concorridos concertos, assistidos pela aristocracia veneziana e estrangeira, eram realizados detrás de um gradil que impedia que a platéia visse as intérpretes. Jean-Jacques Rousseau, de passagem por Veneza, assim descreveu sua impressão dos concertos e das intérpretes: O Ospedale ainda funciona nos dias de hoje, embora com um grupo muito menor de alunas. Os edifícios originais na Riva degli Schiavoni foram parcialmente substituídos por um hotel. 
xsd:nonNegativeInteger 29 
xsd:integer 1502084 
xsd:nonNegativeInteger 4343 
xsd:integer 34862597 

data from the linked data cloud