Ocidentalismo

http://pt.dbpedia.org/resource/Ocidentalismo

Ocidentalização é um processo através do qual sociedades não-ocidentais recaem sob a influência da cultura ocidental em questões tais como indústria, tecnologia, lei, política, economia, estilo de vida, dieta, língua, religião ou valores ocidentais. A ocidentalização tem sido percebida como uma influência disseminada e aceleradora através do mundo nos últimos séculos. Geralmente, é um processo bilateral, no qual às influências e interesses ocidentais junta-se o desejo de pelo menos algumas partes da sociedade afetada, de mudar no rumo de uma sociedade mais ocidentalizada, na esperança de alcançar um padrão de vida ocidental ou alguns aspectos dele.
Ocidentalismo 
Ocidentalização é um processo através do qual sociedades não-ocidentais recaem sob a influência da cultura ocidental em questões tais como indústria, tecnologia, lei, política, economia, estilo de vida, dieta, língua, religião ou valores ocidentais. A ocidentalização tem sido percebida como uma influência disseminada e aceleradora através do mundo nos últimos séculos. Geralmente, é um processo bilateral, no qual às influências e interesses ocidentais junta-se o desejo de pelo menos algumas partes da sociedade afetada, de mudar no rumo de uma sociedade mais ocidentalizada, na esperança de alcançar um padrão de vida ocidental ou alguns aspectos dele. A ocidentalização também pode ser relacionada ao processo de aculturação. A aculturação refere-se às mudanças que ocorrem dentro de uma sociedade ou cultura quando dois grupos diferentes entram em contato direto contínuo. Depois do contato, as mudanças nos padrões culturais numa cultura ou em ambas são evidentes. Popularmente, a ocidentalização pode também referir-se aos efeitos da expansão do Ocidente e do colonialismo sobre sociedades nativas. Por exemplo, nativos que adotaram línguas europeias e costumes ocidentais característicos são chamados de "aculturados" ou "ocidentalizados". A ocidentalização pode ser forçada ou voluntária, dependendo da situação do contato. Diferentes graus de dominação, destruição, resistência, sobrevivência, adaptação e modificação da cultura nativa podem seguir-se a um contato interétnico. Numa situação onde uma cultura nativa vivencia a destruição como resultante do contato com um intruso mais poderoso, frequentemente uma "fase de choque" é o resultado do encontro. Esta fase de choque é especialmente característica durante interações envolvendo épocas expansionistas ou colonialistas. Durante a fase de choque, a repressão civil usando forças militares pode levar a um colapso cultural ou etnocídio, o qual é a extinção física de uma cultura. De acordo com Conrad Phillip, os ocidentais "tentarão refazer a cultura nativa à sua própria imagem, ignorando o fato de que os modelos culturais que eles criaram são inadequados para ambientes fora da civilização ocidental". 
xsd:nonNegativeInteger 59 
xsd:integer 2580710 
xsd:nonNegativeInteger 6238 
xsd:integer 43059678 

data from the linked data cloud