Museum für Naturkunde

http://pt.dbpedia.org/resource/Museum_für_Naturkunde an entity of type: Thing

O Museum für Naturkunde, por vezes chamado de Naturkundemuseum ou Museu Humboldt (oficialmente: Museum für Naturkunde - Leibniz-Institut für Evolutions- und Biodiversitätsforschung), é um museu de história natural localizado em Berlim, Alemanha. O museu abriga mais de 30 milhões de espécimes, dentre zoológicas, paleontológicas e mineralógicas, incluindo mais de dez mil tipos nomenclaturais. O local é famoso por duas exposições mundialmente reconhecidas: o maior dinossauro montado no mundo, o Giraffatitan, e por uma espécime extraordinariamente preservada da primeira ave conhecida, a Archaeopteryx lithographica.
Museum für Naturkunde 
xsd:integer 1810 
Berlin, Mitte, Invalidenstrasse 43, Museum für Naturkunde.jpg 
xsd:integer 52 
xsd:integer 31 
xsd:integer 4886 
Invalidenstrasse 43, 10115 
xsd:integer 13 
xsd:integer 22 
xsd:integer 4522 
Alemanha 
xsd:integer 270 
Museum für Naturkunde 
xsd:integer 270 
xsd:gYear 1810 
O Museum für Naturkunde, por vezes chamado de Naturkundemuseum ou Museu Humboldt (oficialmente: Museum für Naturkunde - Leibniz-Institut für Evolutions- und Biodiversitätsforschung), é um museu de história natural localizado em Berlim, Alemanha. O museu abriga mais de 30 milhões de espécimes, dentre zoológicas, paleontológicas e mineralógicas, incluindo mais de dez mil tipos nomenclaturais. O local é famoso por duas exposições mundialmente reconhecidas: o maior dinossauro montado no mundo, o Giraffatitan, e por uma espécime extraordinariamente preservada da primeira ave conhecida, a Archaeopteryx lithographica. Fundado em 1810, é o maior museu de história natural na Alemanha. As coleções de minerais do museu remontam à Academia de Ciências da Prússia, de 1700. Importantes espécimes zoológicas incluem aquelas recuperadas pela "Expedição Valdiva", realizada em regiões abissais entre 1898 e 1899, pela "Expedição Sul-Polar" (em inglês: Southpolar Expedition) entre 1901 e 1903, e pela "Expedição Sunda", entre 1929 e 1931. Expedições a "camas" de fósseis de Tendaguru, na África Oriental Alemã (atualmente Tanzânia), desenterraram ricos tesouros paleontológicos. As coleções de espécimes são extensas e atraem investigadores de todo o mundo. Exposições adicionais incluem uma coleção de minerais que representa 75% dos existentes no mundo, uma grande coleção de meteoritos, o maior pedaço de âmbar do mundo; exposições dos atualmente extintos quagga, huia e tigre-da-tasmânia, além do gorila "Bobby", que foi um sucesso de "atração" do Jardim Zoológico de Berlim nos períodos de 1920 e 1930. 
xsd:nonNegativeInteger 69 
Museum für Naturkunde 
xsd:integer 4643815 
xsd:nonNegativeInteger 11141 
xsd:integer 44583123 

data from the linked data cloud