Murasaki Shikibu

http://pt.dbpedia.org/resource/Murasaki_Shikibu

Escritora japonesa, autora do clássico Genji Monogatari ou a História de Genji escrita no ano de 1007, Murasaki Shikibu (978? – 1026?) nasceu na antiga capital do Império do Sol Nascente, dita Heian-Kyo, hoje Quioto. De origem aristocrática, Lady Murasaki, como é conhecida no ocidente, viveu na corte do imperador Fujiwara no Michinaga, que gorvenou o Japão no final do século X — época conhecida como o Período Heian.Como em qualquer sociedade medieval, as mulheres da corte japonesa, embora muito privilegiadas em comparação com as das classes mais baixas, estavam sujeitas a uma série de regras e limites. Além de totalmente isoladas do mundo externo, elas também viviam limitadas pela própria língua, visto que desconheciam o vocabulário da linguagem culta, que era então de uso exclusivo dos er
Murasaki Shikibu 
Escritora japonesa, autora do clássico Genji Monogatari ou a História de Genji escrita no ano de 1007, Murasaki Shikibu (978? – 1026?) nasceu na antiga capital do Império do Sol Nascente, dita Heian-Kyo, hoje Quioto. De origem aristocrática, Lady Murasaki, como é conhecida no ocidente, viveu na corte do imperador Fujiwara no Michinaga, que gorvenou o Japão no final do século X — época conhecida como o Período Heian.Como em qualquer sociedade medieval, as mulheres da corte japonesa, embora muito privilegiadas em comparação com as das classes mais baixas, estavam sujeitas a uma série de regras e limites. Além de totalmente isoladas do mundo externo, elas também viviam limitadas pela própria língua, visto que desconheciam o vocabulário da linguagem culta, que era então de uso exclusivo dos eruditos do sexo masculino. A despeito das circunstâncias, um grupo de nobres japonesas talentosas criou a melhor literatura da época, dentre as quais Murasaki Shikibu é o nome mais eminente. No Japão do período Heian, assim como na Grécia clássica, no Islã, na Índia pós-védica e na Europa medieval, as mulheres estavam proibidas de ler o que se considerava literatura séria: deviam restringir-se à diversão banal e frívola das novelas e fábulas que os eruditos confucianos desprezavam.Mesmo que todas as bibliotecas da literatura chinesa e japonesa estivessem abertas para elas, as mulheres do período Heian não identificariam a realidade do seu cotidiano nas narrativas de autoria masculina. Portanto, em parte para ampliar o acervo da literatura feminina, e em parte para dar expressão à sua visão do mundo, elas criaram uma literatura própria. Para registrá-la, criaram também um estilo de escrita caracterizado pela transcrição fonética da língua que tinham permissão de falar, o Kanabungaku, um japonês expurgado de quase todas influências de palavras chinesas. Essa língua escrita veio a ser conhecida como escrita das mulheres e, estando restrita à mão feminina, adquiriu, aos olhos dos homens que as dominavam, uma qualidade erótica. 
xsd:nonNegativeInteger 30 
xsd:integer 834625 
xsd:nonNegativeInteger 3958 
xsd:integer 43465804 

data from the linked data cloud