Movimento Humanista

http://pt.dbpedia.org/resource/Movimento_Humanista

O Movimento Humanista, também chamado de Novo Humanismo, Humanismo Universalista ou Movimento Siloísta, surgiu a partir de 1969 e se baseia em 3 pilares básicos: o Ser Humano como valor central, a não violência e a não discriminação. É uma corrente de opinião com presença em mais de 100 países das Américas, Europa, África e Ásia, que reconhece os antecedentes históricos do humanismo e que atualmente se entende mais como uma nova sensibilidade, uma nova forma de pensar, sentir e atuar no mundo. O fundador do Movimento Humanista é o escritor argentino Mario Rodrigues Luis Cobos, mais conhecido por seu pseudónimo literário Silo. Em referência ao pseudónimo deste autor, o movimento as vezes é conhecido como movimento siloísta. O Movimento Humanista trabalha, segundo suas publicações, para reso
Movimento Humanista 
O Movimento Humanista, também chamado de Novo Humanismo, Humanismo Universalista ou Movimento Siloísta, surgiu a partir de 1969 e se baseia em 3 pilares básicos: o Ser Humano como valor central, a não violência e a não discriminação. É uma corrente de opinião com presença em mais de 100 países das Américas, Europa, África e Ásia, que reconhece os antecedentes históricos do humanismo e que atualmente se entende mais como uma nova sensibilidade, uma nova forma de pensar, sentir e atuar no mundo. O fundador do Movimento Humanista é o escritor argentino Mario Rodrigues Luis Cobos, mais conhecido por seu pseudónimo literário Silo. Em referência ao pseudónimo deste autor, o movimento as vezes é conhecido como movimento siloísta. O Movimento Humanista trabalha, segundo suas publicações, para resolver os grandes problemas humanos, tanto do indivíduo como da sociedade, para os quais propõe o chamado humanismo universalista. Não é uma instituição, pois dá lugar a numerosos agrupamentos e organizações. Tão pouco pretende hegemonizar as distintas correntes humanistas e humanitárias, diferenciando-se muito claramente de todas as outras que ― apesar de as considerar um esforço louvável ― crê que não se esforçam para modificar as estruturas que geram os males que elas remediam. Em todo caso, estabelece relações pontuais com todos os agrupamentos progressistas com base em critérios de não discriminação, reciprocidade e convergência da diversidade. Por apresentar elementos espirituais na ideologia, o movimento é erroneamente considerado às vezes como um novo movimento religioso e é discutido de maneira controversa em alguns países, especialmente na França: A Assembleia Nacional Francesa considerou o movimento como seita e "alternativo" em 1995. 
xsd:nonNegativeInteger 26 
xsd:integer 529353 
xsd:nonNegativeInteger 9140 
xsd:integer 43473936 

data from the linked data cloud