Miguel I de Portugal

http://pt.dbpedia.org/resource/Miguel_I_de_Portugal an entity of type: Thing

D. Miguel I de Portugal (de seu nome completo: Miguel Maria do Patrocínio João Carlos Francisco de Assis Xavier de Paula Pedro de Alcântara António Rafael Gabriel Joaquim José Gonzaga Evaristo de Bragança e Bourbon) (Queluz, 26 de outubro de 1802 — Jagdschloss Karlshöhe, Esselbach, Grão-Ducado de Baden, 14 de novembro de 1866) foi o rei de Portugal entre 1828 e 1834 e pretendente ao trono português entre 1834 e 1866, tendo sido alegadamente (ver secção: Questão da paternidade) o terceiro filho varão do rei D. João VI de Portugal e de D. Carlota Joaquina de Bourbon e o irmão mais novo do rei D. Pedro IV de Portugal.
Miguel I de Portugal 
xsd:integer 1827  1828 
xsd:integer 20 
xsd:integer 11 
incorporado à Coroa 
Miguel I o REi.jpg 
Dom Miguel I 
Miguel Maria do Patrocínio João Carlos Francisco de Assis Xavier de Paula Pedro de Alcântara António Rafael Gabriel Joaquim José Gonzaga Evaristo de Bragança e Bourbon 
O Absolutista, O Tradicionalista, O Usurpador , O Sacrificado 
— 
xsd:integer 60  90  150 
xsd:integer 40 
Rei de Portugal 
90px 
D. Miguel I de Portugal (de seu nome completo: Miguel Maria do Patrocínio João Carlos Francisco de Assis Xavier de Paula Pedro de Alcântara António Rafael Gabriel Joaquim José Gonzaga Evaristo de Bragança e Bourbon) (Queluz, 26 de outubro de 1802 — Jagdschloss Karlshöhe, Esselbach, Grão-Ducado de Baden, 14 de novembro de 1866) foi o rei de Portugal entre 1828 e 1834 e pretendente ao trono português entre 1834 e 1866, tendo sido alegadamente (ver secção: Questão da paternidade) o terceiro filho varão do rei D. João VI de Portugal e de D. Carlota Joaquina de Bourbon e o irmão mais novo do rei D. Pedro IV de Portugal. Após a sua derrota nas guerras liberais que duraram entre 1828 e 1834, e a sua consequente rendição em Evoramonte, foi despojado do estatuto de realeza e as Cortes declararam que o, então, já ex-infante D. Miguel e todos os seus descendentes ficaram para sempre excluídos da sucessão ao trono português e sob pena de morte caso regressassem a Portugal. A Lei do Banimento do ramo Miguelista veio a ser revogada pela Assembleia Nacional a 27 de maio de 1950, permitindo o regresso a território português dos descendentes do ex-infante D. Miguel. 
xsd:nonNegativeInteger 367 
Miguel Maria do Patrocínio João Carlos Francisco de Assis Xavier de Paula Pedro de Alcântara António Rafael Gabriel Joaquim José Gonzaga Evaristo de Bragança e Bourbon 
Dom Miguel I 
xsd:integer 19311 
xsd:nonNegativeInteger 38862 
xsd:integer 44850247 

data from the linked data cloud