Meteoro de Cheliabinsk

http://pt.dbpedia.org/resource/Meteoro_de_Cheliabinsk an entity of type: SpatialThing

O Meteoro de Cheliabinsk foi um meteoroide que adentrou a atmosfera terrestre sobre a Rússia em 15 de fevereiro de 2013, transformando-se em uma bola-de-fogo que cruzou os céus do sul da região dos Urais até explodir sobre a cidade de Cheliabinsk, às 9:20:26 (horário local) ou 03:20:26 (UTC). Estima-se que o meteoroide, ao adentrar a atmosfera terrestre, tinha aproximadamente 10 000 toneladas de massa e 17 m de diâmetro, liberando o equivalente a 500 quilotons de energia durante o evento. Para efeitos de comparação, a bomba nuclear jogada sobre Hiroshima liberou cerca de 13 quilotons de energia. Após despedaçar-se sobre Cheliabinsk, a maior parte do objeto parece ter caído no lago Chebarkul.
Meteoro de Cheliabinsk 
54.5 61.5 
xsd:float 54.5 
xsd:float 61.5 
Rússia: 
<second> 33626.0 
Cazaquistão: 
Desabamento parcial de telhado 
Janelas estilhaçacas 
KEF-2013 
em torno de 1200 
Взрыв метеорита над Челябинском 15 02 2013 avi-iCawTYPtehk.ogv 
xsd:integer 280 
Vídeo mostrando o momento do impacto visto a partir de Kamensk-Uralsky, no Oblast de Sverdlovsk, a norte de Cheliabinsk. Local da explosão do meteoro na Rússia 
Data: 
Local: 
Feridos: 
Mortos: 
Causa: 
Coordenadas: 
Danos: 
Hora: 
Outras denominações: 
O Meteoro de Cheliabinsk foi um meteoroide que adentrou a atmosfera terrestre sobre a Rússia em 15 de fevereiro de 2013, transformando-se em uma bola-de-fogo que cruzou os céus do sul da região dos Urais até explodir sobre a cidade de Cheliabinsk, às 9:20:26 (horário local) ou 03:20:26 (UTC). Estima-se que o meteoroide, ao adentrar a atmosfera terrestre, tinha aproximadamente 10 000 toneladas de massa e 17 m de diâmetro, liberando o equivalente a 500 quilotons de energia durante o evento. Para efeitos de comparação, a bomba nuclear jogada sobre Hiroshima liberou cerca de 13 quilotons de energia. Após despedaçar-se sobre Cheliabinsk, a maior parte do objeto parece ter caído no lago Chebarkul. A agência de notícias russa RIA Novosti informou que oficiais haviam detectado uma explosão na troposfera a uma altitude de aproximadamente 10 000 m. Contudo, a Academia de Ciências da Rússia estima que a explosão tenha ocorrido entre 30 e 50 km de altitude. De acordo com estimativas preliminares da agência espacial Russa Roskosmos, o objeto deslocava-se ao longo de uma trajetória baixa com uma velocidade de aproximadamente 30 km/s (equivalente a 108 000 km/h). Dados coletados por pelo menos cinco estações de infrassom indicam que o evento teve uma duração total de 32,5 s. O primeiro registro do evento por uma estação de infrassom ocorreu no Alasca, a 6 500 km de Cheliabinsk. Porém, o meteoroide não havia sido detectado antes de adentrar a atmosfera. A composição exata do meteoroide ainda é desconhecida. Cerca de 1 200 pessoas procuraram atendimento médico em consequência do evento, sendo que a maioria dos feridos machucou-se com estilhaços de vidro das janelas destruídas pela onda de impacto da explosão da bola-de-fogo. Segundo a defesa civil, pelo menos duas estavam muito mal. A explosão e os impactos resultantes danificaram prédios em seis cidades na região do evento. O calor resultante do atrito do objeto com o ar da atmosfera produziu uma luz ofuscante, a ponto de projetar sombras em Cheliabinsk, tendo sido avistada nos óblasts de Sverdlovsk e Oremburgo e no vizinho Cazaquistão. O meteoro de Cheliabinsk é o maior corpo celeste a atingir a Terra desde o evento de Tunguska, em 1908, e, até onde se tem conhecimento, o único evento no qual tamanho número de vítimas foi registrado. Reconstrução de sua trajetória orbital baseada nas informações e vídeos amadores coletados permitiram concluir com segurança que tal meteoroide pertencia ao grupo de asteroides denominado Apollo, que orbitam de forma perigosa as proximidades da terra. Dentre eles, um em específico, o asteroide 99942 Apophis - antes catalogado como 2004 MN4 - há muito chama a atenção por sua possibilidade relativamente elevada de atingir a Terra no ano de 2036. 
xsd:nonNegativeInteger 100 
xsd:integer 3918250 
xsd:nonNegativeInteger 25013 
xsd:integer 44079229 

data from the linked data cloud