Max Born

http://pt.dbpedia.org/resource/Max_Born an entity of type: Thing

Max Born (Breslávia, 11 de dezembro de 1882 — Gotinga, 5 de janeiro de 1970) foi um físico e matemático alemão que foi fundamental para o desenvolvimento da mecânica quântica. Também fez contribuições à física do estado sólido e óptica e supervisionou o trabalho de vários físicos notáveis ​​nas décadas de 1920 e 1930. Ganhou em 1954 o Prêmio Nobel de Física por sua "investigação fundamental na Mecânica Quântica, especialmente na interpretação estatística da função de ondas".
Max Born 
xsd:integer 1925  1926  1966  1969  1971  1980  1986  1991  1999  2002  2005  2011 
xsd:integer 1948 
xsd:integer 1950 
xsd:integer 1954 
com Walther Bothe 
Max Born signature.svg 
Emilio Gino Segrè 
Abraham Pais 
Gustav Victor Rudolf Born 
Jeremy Bernstein 
xsd:integer 1925  1926 
Born, M. E. H.; Einstein, A. 
McCormmach, Russell 
Simon, Rita James 
Heisenberg, W.; Jordan, P. 
Jordan, P. 
Schlapp, R. 
Hedwig Ehrenberg 
Willis Eugene Lamb e Polykarp Kusch 
xsd:integer 101007  101098 
University of Chicago Press 
Macmillan Publishers 
W. H. Freeman and Company 
Basic Books 
Clarendon Press 
Oxford University Press 
Springer-Verlag 
McGraw–Hill 
University Press of America 
inglês 
Max Born.jpg 
xsd:integer
xsd:integer 978 
xsd:integer 191604305 
xsd:integer 761814809 
AmErican Journal of Physics 
Notes and Records of the Royal Society of London 
Zeitschrift für Physik 
Biographical Memoirs of Fellows of the Royal Society 
en 
Chicago 
Londres 
Oxford 
Nova Iorque 
São Francisco 
Lanham, Maryland 
Breslávia, Baixa Silésia 22px Império Alemão 
Maio de 
alemão 
Max Born 
Max 
Jim 
Christa 
Abraham 
M. 
Emilio 
Louise Q. 
Nancy Thorndike 
xsd:integer 11  12  557 
xsd:integer 53116 
xsd:integer 534562 
xsd:integer 5946636 
xsd:integer 56534998 
xsd:integer 489992471 
xsd:integer 219  858  863  879  999 
xsd:integer 20 
sim 
Jeremy 
W. 
M. 
N. 
G. V. R. 
harv 
Born 
Pais 
Baggott 
Greenspan 
Jammer 
Jungnickel 
Segrè 
Van der Does 
xsd:integer 1906 
Max Born 1882-1970 
Max Born and the Quantum Theory 
The Wide-Ranging Family History of Max Born 
Zur Quantenmechanik 
Zur Quantenmechanik II 
Zur Quantenmechanik der Stoßvorgänge 
Über quantentheoretische Umdeutung kinematischer und mechanischer Beziehungen 
Niels Bohr's Times, In Physics, Philosophy and Polity 
Intellectual Mastery of Nature. Theoretical Physics from Ohm to Einstein, Volume 2: The Now Mighty Theoretical Physics, 1870 to 1925 
Physics in my Generation 
Renaissance women in science 
The Conceptual Development of Quantum Mechanics 
The Quantum Story: A history in 40 moments 
The End of the Certain World: The Life and Science of Max Born 
From X-Rays to Quarks: Modern Physicists and their Discoveries 
The Born–Einstein Letters: Correspondence between Albert Einstein and Max and Hedwig Born from 1916 to 1955, with commentaries by Max Born 
Born 
Heisenberg 
Bernstein 
Kemmer 
xsd:integer 17  33  34  35  37  56  77 
Max Born (Breslávia, 11 de dezembro de 1882 — Gotinga, 5 de janeiro de 1970) foi um físico e matemático alemão que foi fundamental para o desenvolvimento da mecânica quântica. Também fez contribuições à física do estado sólido e óptica e supervisionou o trabalho de vários físicos notáveis ​​nas décadas de 1920 e 1930. Ganhou em 1954 o Prêmio Nobel de Física por sua "investigação fundamental na Mecânica Quântica, especialmente na interpretação estatística da função de ondas". Entrou na Universidade de Gotinga, em 1904, onde conheceu três matemáticos de renome, Felix Klein, David Hilbert e Hermann Minkowski. Escreveu sua tese sobre o tema "Estabilidade de Elástico em um Plano e Espaço", vencedor do Prêmio da Faculdade de Filosofia da Universidade. Em 1905, ele começou a pesquisar a relatividade especial com Minkowski, e, posteriormente, escreveu sua tese de habilitação sobre o modelo atômico de Thomson. Um encontro ao acaso com Fritz Haber em Berlim, em 1918, levou à discussão da maneira pela qual um composto iônico é formado quando um metal reage com um átomo de halogênio, o qual é atualmente conhecido como ciclo de Born-Haber. Em 1921, Born voltou para Gotinga, arranjando outra cadeira para o seu amigo e colega de longa data James Franck. Nos termos de Born, Gotinga tornou-se um dos centros mais importantes do mundo para a física. Em 1925, Born e Werner Heisenberg formularam a representação da mecânica matricial da mecânica quântica. No ano seguinte, ele formulou a interpretação hoje padrão da função de densidade de probabilidade para ψ*ψ na equação de Schrödinger, pela qual ele foi agraciado com o Prêmio Nobel em 1954. Sua influência se estendeu muito além de sua própria pesquisa. Max Delbrück, Siegfried Flügge, Friedrich Hund, Pascual Jordan, Maria Goeppert-Mayer, Lothar Wolfgang Nordheim, Robert Oppenheimer, e Victor Weisskopf todos receberam seu doutorado sob a orientação de Born em Gotinga, e seus assistentes incluíam Enrico Fermi, Werner Heisenberg, Gerhard Herzberg, Friedrich Hund, Pascual Jordan, Wolfgang Pauli, Léon Rosenfeld, Edward Teller e Eugene Wigner. Em janeiro de 1933, o Partido Nazista chegou ao poder na Alemanha, e Born, que era judeu, foi suspenso. Ele emigrou para a Grã-Bretanha, onde trabalhou no Colégio de de St John, Cambridge, e escreveu um popular livro de ciência, The Restless Universe, assim como Atomic Physics, que logo se tornou um livro de texto padrão. Em outubro de 1936, ele se tornou o Professor Tait de Filosofia Natural na Universidade de Edimburgo, onde, trabalhando com os assistentes de origem alemã E. Walter Kellermann e Klaus Fuchs, continuou a sua investigação sobre a física. Max Born tornou-se um cidadão britânico naturalizado em 31 de agosto de 1939, um dia antes da Segunda Guerra Mundial eclodir na Europa. Permaneceu em Edimburgo até 1952. Aposentou-se em Bad Pyrmont, na Alemanha Ocidental. Morreu no hospital em Gotinga, em 5 de janeiro de 1970. 
xsd:nonNegativeInteger 296 
Max Born 
xsd:integer 45218 
xsd:nonNegativeInteger 57316 
xsd:integer 44417728 

data from the linked data cloud