Matriarcado

http://pt.dbpedia.org/resource/Matriarcado

Matriarcado (do grego antigo μητέρος, translit. metéros: "mãe"; e ἀρχή, translit. arché: "origem", ou "regra") é uma forma de organização social em que a mulher-mãe tem uma posição dominante na família e na comunidade. Há um termo diferente para 'governo ou domínio da mulher' - ginecocracia ( em grego, γυναικοκρατία), algumas vezes citado como 'ginocracia'.
Matriarcado 
Matriarcado (do grego antigo μητέρος, translit. metéros: "mãe"; e ἀρχή, translit. arché: "origem", ou "regra") é uma forma de organização social em que a mulher-mãe tem uma posição dominante na família e na comunidade. Há um termo diferente para 'governo ou domínio da mulher' - ginecocracia ( em grego, γυναικοκρατία), algumas vezes citado como 'ginocracia'. Em algumas culturas, a mulher é líder da família, e a transmissão de bens, assim como do poder tribal, se faz através dos membros do sexo feminino do grupo. . Na dimensão religiosa, muitas vezes o matriarcado tem sido associado à adoração de divindades femininas da fertilidade e da maternidade (ver Deusa Mãe). James Frazer, J. J. Bachofen, Walter Burkert, Robert Graves, James Mellaart e Marija Gimbutas desenvolveram a teoria segundo a qual todas as divindades da Europa e da bacia do Mar Egeu são oriundas de uma deusa matriarca pré-indo-europeia ou proto-indo-europeia (Neolítico). Segundo esses estudiosos, a religião da Deusa mãe era a base de toda a Pré-história e das civilizações antigas, e a Deusa seria o fundamento sócio-religioso do matriarcado, que se mantém ainda hoje entre povos tão diferentes como os tuaregs e os iroqueses das ilhas Trobriand , os Minangkabau da Indonésia ou os comorianos. Na mitologia nórdica existem referências às sociedades matriarcais, como as Elvens e povos pré-históricos que habitaram as regiões da Escandinávia. Essas teorias são baseadas em escavações que reveleram um grande número de armaduras e equipamentos de guerra feito especialimente para mulheres, com proteção em bronze reforçado para área dos seios, quadris e armas leves e laminadas que demandavam pouca força para serem letais. Estudos pré-históricos dos povos nórdicos, especialmente da Suécia são escassos e dificultam a identificação de uma sociedade matriarcal comprovada cientificamente. Algumas teorias dizem que o uso de armas duplas (dual wield) foram desenvolvidos especialmente para mulheres, pela dificuldade de carregar escudos muito pesados. 
xsd:nonNegativeInteger 66 
xsd:integer 628654 
xsd:nonNegativeInteger 7944 
xsd:integer 44369342 

data from the linked data cloud