Martina Navrátilová

http://pt.dbpedia.org/resource/Martina_Navrátilová an entity of type: Thing

Martina Navrátilová (Praga, 18 de outubro de 1956) é uma ex-tenista tcheca. Naturalizou-se norte-americana em 1981.Especialistas em tênis afirmam que, por sua personalidade carismática, determinada e controvertida, Martina desbancou a mitológica francesa Suzanne Lenglen, que brilhou na década de 20. Navrátilová venceu 18 Grand Slams de simples, 31 Grand Slams de duplas (recorde de todos os tempos), e 10 Grand Slams de duplas mistas.Navrátilová é membro do International Tennis Hall of Fame desde 2000.
Martina Navrátilová 
1,73 m 
xsd:integer 200 
xsd:integer 2006 
xsd:integer
Esquerda, direita a uma mão 
Nº 1 
Nº 1 
sim 
sim 
xsd:integer 1975 
Resultados de Grand Slam de Duplas 
xsd:integer 2000 
xsd:integer 177 
xsd:integer 167 
xsd:integer 747 
xsd:integer 1442 
<usDollar> 21.0 
xsd:double 1.73 
xsd:double 65000.0 
<kilogram> 65.0 
Martina Navrátilová 
Martina Navrátilová (Praga, 18 de outubro de 1956) é uma ex-tenista tcheca. Naturalizou-se norte-americana em 1981. Especialistas em tênis afirmam que, por sua personalidade carismática, determinada e controvertida, Martina desbancou a mitológica francesa Suzanne Lenglen, que brilhou na década de 20. Navrátilová venceu 18 Grand Slams de simples, 31 Grand Slams de duplas (recorde de todos os tempos), e 10 Grand Slams de duplas mistas. Após ser eliminada por Chris Evert, sua maior rival e amiga no circuito, na semifinal do Aberto dos Estados Unidos de 1975, ela pediu asilo nos Estados Unidos, iniciando um complicado processo de naturalização que durou seis anos. De 1981 a 1983, Martina contratou para sua técnica a tenista transexual Renée Richards, que fora Richard Raskind até submeter-se a uma operação para mudança de sexo. No auge de sua carreira, durante os anos 80, Navrátilová sacava a aproximadamente 180 km/h, velocidade alcançada somente vários anos depois, por jogadoras que se valem de novos métodos de treinamento e de modernas gerações de raquetes. Em Setembro de 1992, Martina Navrátilová enfretou o ex-tenista Jimmy Connors, no Caesars Palace, em Paradise, Nevada, numa partida amistosa. Connors venceu por 7-5 e 6-2, mesmo com regras que favoreceram a tenista (como poder usar a área maior da quadra destinada a duplas, e ele não poder cometer faltas nos saques). Esta partida ganhou a alcunha de "Battle of Champions" (em português: Batalha de Campeões). Abandonou oficialmente o circuito em novembro de 1994, aos 38 anos, como a mais vencedora e premiada jogadora de tênis de todos os tempos. Sua última partida de simples foi disputada no Madison Square Garden, em Nova York, quando perdeu para a argentina Gabriela Sabatini por 6-4 e 6-2, no torneio Virginia Slims Championships, o Masters Feminino. Navratilova permaneceu no circuito disputando jogos de duplas até o ano de 2006, quando definitivamente deixou as quadras após o título do US Open de duplas mistas conquistado ao lado de seu compatriota Bob Bryan, quando venceram na final Kveta Peschke e Martin Damm, da República Checa, com um placar de 6-2, 6-3. Ela, Doris Hart e Margaret Court são os únicos tenistas a obter o chamado Boxed Set do tenis. Ou seja, ganhar o torneio de simples, duplas e duplas mistas em todos os 4 torneios do Grand Slam Martina Navrátilová, Chris Evert, Margaret Osborne duPont, Steffi Graf, Rafael Nadal, Bob Bryan e Mike Bryan são os únicos tenistas a obter o chamado Década Slam do tênis. Ou seja, ganhar durante dez anos consecutivos pelo menos um dos torneio do Grand Slam por temporada. Não precisa ser o mesmo torneio do Grand Slam, mas tem que ser obrigatoriamente durante dez anos consecutivos e só em simples, duplas ou duplas mistas. No caso de Navrátilová, ela conseguiu uma Década Slam de 1975 a 1984 nas Duplas. Navrátilová é membro do International Tennis Hall of Fame desde 2000. 
US$ 21 626 089 
xsd:nonNegativeInteger 144 
Martina Navrátilová 
xsd:integer 47091 
xsd:nonNegativeInteger 17500 
xsd:integer 44790408 
<centimetre> 173.0 
<kilogram> 65.0 

data from the linked data cloud