Martim Afonso Chichorro

http://pt.dbpedia.org/resource/Martim_Afonso_Chichorro

Martim Afonso “O Chichorro" (1250 - 1313), teve este epíteto por ser de pequena estatura. Era meio irmão do rei Dinis I de Portugal, e segundo as crónicas era tido por este rei em elevada consideração facto que levou o rei a fazê-lo ocupar o 4.º lugar no quadro reservado aos Ricos-homens, sendo que os outros três lugares eram ocupados pelo infante D. Afonso Dinis (1260 - 1310), irmão-pleno do rei, pelo Conde Gonçalo Garcia de Sousa, cunhado do rei e por Nuno Martins de Chacim, o mordomo-mór real e teve a tenência de Bragança entre 1265 e 1284.
Martim Afonso Chichorro 
Martim Afonso “O Chichorro" (1250 - 1313), teve este epíteto por ser de pequena estatura. Era meio irmão do rei Dinis I de Portugal, e segundo as crónicas era tido por este rei em elevada consideração facto que levou o rei a fazê-lo ocupar o 4.º lugar no quadro reservado aos Ricos-homens, sendo que os outros três lugares eram ocupados pelo infante D. Afonso Dinis (1260 - 1310), irmão-pleno do rei, pelo Conde Gonçalo Garcia de Sousa, cunhado do rei e por Nuno Martins de Chacim, o mordomo-mór real e teve a tenência de Bragança entre 1265 e 1284. Do rei D. Afonso III de Portugal, seu pai, recebeu o couto e a Torre de Santo Estêvão, que era propriedade pertencente a família real localizada no termo da Vila Santo Estêvão, e ainda o Senhorio de Santarém, que passaria a ser seu e de sua descendência. Na corte do seu irmão, D. Dinis I de Portugal e com o título de rico-homem, confirmou vários diplomas reais entre os anos de 1288 e de 1300. Foi senhor de vários bens no termo de Torres Vedras, que no entanto veio a vender por 1.500 libras de ouro. Pelo seu casamento com Inês Lourenço de Valadares, veio a entrar o nome Sousa na sua descendência. 
xsd:nonNegativeInteger 55 
xsd:integer 2505070 
xsd:nonNegativeInteger 3466 
xsd:integer 44387308 

data from the linked data cloud