Marco Vipsânio Agripa

http://pt.dbpedia.org/resource/Marco_Vipsânio_Agripa

Marco Vipsânio Agripa (ca. 63 a.C. — 12 a.C.), em latim Marcus Vipsanius Agrippa, foi um general e estadista do Império Romano. Foi cônsul, governador da Síria e o general máximo do exército romano. Era amigo e genro do imperador Augusto, e responsável por muitos dos sucessos militares do mesmo, entre eles a vitória naval da Batalha de Áccio contra Marco Antônio e Cleópatra VII do Egito.Em 27 a.C., o general Agripa criou as províncias: Tarraconense, antiga Hispânia Citerior; a Bética e a Lusitânia, a partir da Hispânia Ulterior.
Marco Vipsânio Agripa 
sim 
Maio de 2011 
Busto de Agripa, no Museu do Louvre 
xsd:integer 200 
Marco Vipsânio Agripa 
Marco Vipsânio Agripa (ca. 63 a.C. — 12 a.C.), em latim Marcus Vipsanius Agrippa, foi um general e estadista do Império Romano. Foi cônsul, governador da Síria e o general máximo do exército romano. Era amigo e genro do imperador Augusto, e responsável por muitos dos sucessos militares do mesmo, entre eles a vitória naval da Batalha de Áccio contra Marco Antônio e Cleópatra VII do Egito. Agripa destacar-se-ia pela sua capacidade militar e política, e pelas construções com que embelezou a cidade de Roma, bem como pelo mapa do mundo antigo que elaborou com os dados obtidos durante as suas viagens. Dos mais importantes generais do período inicial do Império Romano, era oriundo de família modesta. Estudou na Grécia com Otaviano, futuro augusto, nascendo entre ambos sólida e duradoura amizade. Responsável pelas vitórias de Filipos contra os assassinos de César, de Nauloco contra Sexto Pompeu em 36 a.C. e da Batalha de Áccio contra Marco Antônio em 31 a.C., bem como da reorganização do exército romano. Em 27 a.C., o general Agripa criou as províncias: Tarraconense, antiga Hispânia Citerior; a Bética e a Lusitânia, a partir da Hispânia Ulterior. No início do governo de Augusto, participou das reformas do programa do imperador como edil romano e mais tarde cônsul, ocupando importantes cargos públicos. Sua atuação como conselheiro do imperador foi discreta mas significativa. Para preparar sua sucessão, Augusto fê-lo casar-se com sua filha Júlia Cesária, de quem teve, entre outros, Caio e Lúcio César e Agripina. De caráter reservado, avesso às intrigas políticas, Agripa morreu de uma crise de gota, quando viajava pela Campânia. 
xsd:nonNegativeInteger 174 
xsd:integer 1268 
xsd:nonNegativeInteger 14760 
xsd:integer 44908314 

data from the linked data cloud