Liberalismo clássico

http://pt.dbpedia.org/resource/Liberalismo_clássico an entity of type: Concept

O liberalismo clássico, também referido como liberalismo tradicional, liberalismo laissez-faire ou liberalismo de mercado, é uma filosofia política e uma doutrina econômica cuja principal característica é a defesa da liberdade individual, com limitação do poder do Estado pelo império da lei (ou pela rule of law anglo-saxã), a igualdade de todos perante a lei, o direito de propriedade, e, em política econômica, prega o laissez-faire .
Liberalismo clássico 
O liberalismo clássico, também referido como liberalismo tradicional, liberalismo laissez-faire ou liberalismo de mercado, é uma filosofia política e uma doutrina econômica cuja principal característica é a defesa da liberdade individual, com limitação do poder do Estado pelo império da lei (ou pela rule of law anglo-saxã), a igualdade de todos perante a lei, o direito de propriedade, e, em política econômica, prega o laissez-faire . Como filosofia, emerge no século XIX, na Europa e nos Estados Unidos, no contexto da Revolução Industrial e do incremento da urbanização.Tem como fontes algumas ideias correntes no final do século XVIII - sobretudo de Adam Smith, John Locke, Jean-Baptiste Say, Thomas Malthus, David Ricardo, Voltaire e Montesquieu - , destacando-se a crença no livre mercado, no jusnaturalismo, no utilitarismo, e no progresso.Assim sendo, é a fusão do liberalismo econômico com liberalismo político do final do século XVIII e início do século XIX. O "núcleo normativo" do liberalismo clássico é a ideia de que o laissez-faire conseguiria criar uma ordem espontânea, ou seja, apesar da inexistência de uma entidade coordenadora do interesse comum, a interação dos indivíduos obedeceria a uma determinada ordem, como se houvesse uma "mão invisível" - expressão introduzida por Adam Smith em "A Riqueza das Nações" -, orientando a economia e beneficiando a sociedade. Historicamente, portanto, os liberais clássicos têm sido mais desconfiados do que os conservadores em relação ao governo e ao Estado - por mínimo que seja - e basicamente concordam com a teoria hobbesiana de que o papel do Estado seja basicamente o de proteger os homens uns dos outros. 
xsd:nonNegativeInteger 152 
xsd:integer 41940 
xsd:nonNegativeInteger 38081 
xsd:integer 43626837 

data from the linked data cloud