Kazimierz Kuratowski

http://pt.dbpedia.org/resource/Kazimierz_Kuratowski an entity of type: Thing

Kazimierz Kuratowski (Varsóvia, 2 de fevereiro de 1896 — Varsóvia, 18 de junho de 1980) foi um matemático polonês.Seu campo principal de pesquisas foi lógica. Foi membro da Escola de Matemática de Varsóvia.O orientador do doutorado foi Wacław Sierpiński, pois o orientador inicial, Janiszewski, havia falecido.Seus trabalhos no pós-guerra podem ser mais ou menos enquadrados em três direções de pesquisa:
Kazimierz Kuratowski 
Kazimierz_Kuratowski.jpg 
Kazimierz Kuratowski 
xsd:integer 200 
xsd:integer 1921 
Kazimierz Kuratowski (Varsóvia, 2 de fevereiro de 1896 — Varsóvia, 18 de junho de 1980) foi um matemático polonês. Seu campo principal de pesquisas foi lógica. Foi membro da Escola de Matemática de Varsóvia. Filho do advogado Marek Kuratow e de Rosa von Karzewski. Completou em 1913 o ensino médio em Varsóvia, e estudou em seguida matemática em Glasgow até 1914. Para evitar dificuldades inerentes a seu nome mudou-o para Casimir Curatov. Após a reinauguração da Universidade de Varsóvia em 1915 voltou para Varsóvia, completando três anos depois seus estudos. Sua tese de doutorado em 1921 foi dividida em duas partes: O orientador do doutorado foi Wacław Sierpiński, pois o orientador inicial, Janiszewski, havia falecido. No outono do mesmo ano habilitou-se na Universidade de Varsóvia, com a solução de um problema da teoria dos conjuntos, problema este originalmente formulado por Charles-Jean de La Vallée Poussin, um matemático belga. Dois anos depois foi professor substituto na segunda cátedra de matemática da Universidade de Varsóvia e em 1927 assumiu a terceira cátedra de matemática na seção geral da Universidade Politécnica de Lviv, como professor extraordinário. Permaneceu nesta cátedra até 1933, sendo por duas vezes decano. Depois que a seção foi desfeita, assumiu em 1934 a quarta cátedra de matemática da Universidade de Varsóvia como professor ordinário (1934-1935), sendo então catedrático da terceira cátedra (1935-1952, com um intervalo durante a Segunda Guerra Mundial). Entre 1936 e 1939 foi secretário do comitê matemático como conselheiro para ciências exatas e aplicadas. Durante a Segunda Guerra Mundial lecionou na Universidade Subterrânea de Varsóvia. A partir de 1929 foi membro da Sociedade Científica de Varsóvia (a partir de 1946 foi vice-presidente da seção 3, e a partir de 1949 vice-presidente da sociedade). Quando a Universidade de Varsóvia foi reaberta em fevereiro de 1945, retomou suas atividades de professor. No mesmo ano foi membro efetivo da Academia de Ciências da Polônia, sendo seu vice-presidente de 1957 a 1968. Imediatamente após o fim da Segunda Guerra Mundial engajou-se ativamente na reconstrução da vida científica na Polônia, quando entre outros criou o Instituto Estatal de Matemática, que mais tarde tornou-se o Instituto de Matemática da Academia de Ciências da Polônia. Foi diretor deste instituto de 1948 a 1968, sendo além disso diretor o conselho científico (1968-1980) e chefe da sessão de topologia (1948-1980). Participou ativamente dos trabalhos da Sociedade Científica de Varsóvia e da Sociedade Matemática Polonesa. Foi redator do periódico Fundamenta Mathematicae, e a partir de 1925 seu chefe-redator, do Bulletin da Academia de Ciências da Polônia, um dos criadores e redator da série de livros Mathematische Monographien, onde valiosas obras dos membros das Escolas de Matemática de Varsóvia e Lviv foram publicadas. Foi memvro de diversas sociedades e ecademias estrangeiras: Sociedade Real de Edinburgo, da Áustria, da Alemanha, da Hungria, da Itália e da União Soviética. Kuratowski trabalhou principalmente com topologia. Criou a axiomática dos fechamentos, atualmente conhecida como axiomática de Kuratowski. Esta serve de base para o desenvolvimento do espaço topológico em geral, e especialmente sua teoria do contínuo irredutível entre dois pontos. Aos resultados fundamentais de Kuratowski, que ele obteve após a Segunda Guerra Mundial, pertencem aqueles direcionados à relação entre topologia e funções analíticas, bem como teoremas sobre a teoria do contato em espaços euclidianos. Juntamente com Stanisław Ulam, seu talentoso aluno dos tempos de Lviv, trabalhou com quasi homeomorfismo, o ponto de partida de uma nova área na pesquisa topológica. Kuratowski é autor de um teorema, atualmente conhecido como Lemma von Kuratowski-Zorn ou Lema de Zorn, provado pela primeira vez por Kuratowski em 1922 no volume 3 do Fundamenta Mathematicae. Este lema tem aplicações não-triviais na prova de diversos teoremas fundamentais. Max Zorn aplicou-o em 1935 (Bulletin of the American Mathematical Society, 41). Os termos que Kuratowski introduziu na teoria dos conjuntos e na topologia foram assimilados pela literatura destas áreas. Em muitos casos ele foi o criador da terminologia e simbologia correspondente. Seus trabalhos no pós-guerra podem ser mais ou menos enquadrados em três direções de pesquisa: Dentre os mais de 170 artigos publicados são sua monografia e livros texto válidos de serem citados, entre outros seu Topologie (Volume 1 1933, Volume 2 1950), uma obra fundamental, também editadas em inglês e russo, sua Mengenlehre (com Mostowski, 1952, traduções em inglês e russo), bem como Einführung in die Mengenlehre und Topologie (1952, traduções em inglês, francês, espanhol, búlgaro). Foi também autor do texto científico popular Ein halbes Jahrhundert polnische Mathematik 1920-1970 (1973) bem como da edição póstuma Notizen zur Autobiographie (1981), levado à impressão por sua filha. Representou a matemática polonesa na União Internacional de Matemática, da qual foi vice-presidente de 1963 a 1966. Foi doutor honoris causa das universidades de Glasgow, Praga, Wroclaw e Paris. Recebeu dentre outras a Medalha de Ouro da Academia de Ciências da Tchecoslováquia e a Medalha Copérnico da Academia de Ciências da Polônia. 
xsd:nonNegativeInteger 43 
Kazimierz Kuratowski 
xsd:integer 2557243 
xsd:nonNegativeInteger 7577 
xsd:integer 44447876 

data from the linked data cloud