José Antônio Correia da Câmara

http://pt.dbpedia.org/resource/José_Antônio_Correia_da_Câmara an entity of type: Thing

José Antônio Correia da Câmara, segundo visconde de Pelotas com grandeza, (Porto Alegre, 17 de fevereiro de 1824 — Rio de Janeiro, 18 de agosto de 1893) foi um nobre, militar e político brasileiro.Filho do Comendador José Antonio Fernandes de Lima e de Flora Correia da Câmara, era neto materno do primeiro visconde de Pelotas .Sentou praça em 15 de setembro de 1839, no 3° regimento de cavalaria, marchando no mesmo dia para combater os revolucionários farroupilhas. Também tomou parte na Guerra contra Rosas, sob as ordens do brigadeiro Manuel Marques de Sousa.
José Antônio Correia da Câmara 
xsd:integer 1880  1889  1892 
Visconde de Pelotas .jpg 
xsd:integer
xsd:integer 15 
xsd:integer 1881 
até 10 de fevereiro de 1890 
até 16 de junho de 1892 
José Antônio Correia da Câmara 25px|Exército Brasileiro 
militar 
Governador do 
Ministro da Guerra do 
Governadordo 
Ministro da Guerrado 
José Antônio Correia da Câmara, segundo visconde de Pelotas com grandeza, (Porto Alegre, 17 de fevereiro de 1824 — Rio de Janeiro, 18 de agosto de 1893) foi um nobre, militar e político brasileiro. Filho do Comendador José Antonio Fernandes de Lima e de Flora Correia da Câmara, era neto materno do primeiro visconde de Pelotas . Sentou praça em 15 de setembro de 1839, no 3° regimento de cavalaria, marchando no mesmo dia para combater os revolucionários farroupilhas. Também tomou parte na Guerra contra Rosas, sob as ordens do brigadeiro Manuel Marques de Sousa. Casou, em 1851, com sua sobrinha Maria Rita Fernandes Pinheiro (1829 - 1914), filha do visconde de São Leopoldo, fixando residência no Solar dos Câmara, em Porto Alegre. Tiveram cinco filhos. Na guerra contra Aguirre, em 1864, apesar de ser de cavalaria, foi voluntário para participar do cerco de Paiçandu, Uruguai. Herói da guerra do Paraguai, ajudou na retomada de Uruguaiana e participou das batalhas de Curuzu, Curupaiti, Avaí e Campo Grande, entre outras. Sua bravura nos combates de Avaí lhe renderam promoção a brigadeiro. Foram suas as tropas que atacaram o último acampamento paraguaio, em Cerro Corá, onde Solano López foi ferido e depois baleado nas barrancas do arroio Aquidabã. Promovido a marechal em 1870, logo depois da guerra, em reconhecimento aos seu serviços foi agraciado com o título nobiliárquico de visconde de Pelotas. Foi ministro da Guerra, conselheiro de guerra, senador do Império do Brasil, pelo Partido Liberal de 1880 a 1889. Foi nomeado primeiro governador do Rio Grande do Sul após a proclamação da República Brasileira e condecorado no ano seguinte como Marechal Câmara. Permaneceu somente 3 meses no governo devido aos desentendimentos entre membros do Partido Liberal e Partido Republicano. Seu neto e biógrafo, Rinaldo Pereira da Câmara, escreveu o livro "O Marechal Câmara", em três volumes, descrevendo a vida do visconde de Pelotas. 
xsd:nonNegativeInteger 100 
José Antônio Correia da Câmara25px|Exército Brasileiro 
xsd:integer 473780 
xsd:nonNegativeInteger 6063 
xsd:integer 44553801 

data from the linked data cloud