Johannes Freitagius

http://pt.dbpedia.org/resource/Johannes_Freitagius an entity of type: Thing

Johann Freitag (Johannes Freitagius, 1581-1641) (* Niederwesel, Cleves, 30 de Outubro de 1581 - † 8 de Fevereiro de 1641), foi Professor de Medicina de Osnabrück, médico do Bispo de Osnabrück, viajou para Groningen para tratar de assuntos religiosos. Era contrário à doutrina de Paracelso e de certa feita entrou numa discussão com Sennertus sobre o assunto. Foi autor de uma série de obras sobre Medicina.
Johannes Freitagius 
Universidade de RostockUniversidade de GroningenUniversidade de Helmstedt 
Johann Freitag.jpg 
Groningen, 
Niederwesel, perto de Cleves, 
Johannes Freitagius 
Médico e professor de Medicina alemão. 
Johann Freitag (Johannes Freitagius, 1581-1641) (* Niederwesel, Cleves, 30 de Outubro de 1581 - † 8 de Fevereiro de 1641), foi Professor de Medicina de Osnabrück, médico do Bispo de Osnabrück, viajou para Groningen para tratar de assuntos religiosos. Era contrário à doutrina de Paracelso e de certa feita entrou numa discussão com Sennertus sobre o assunto. Foi autor de uma série de obras sobre Medicina. Natural do ducado de Cleves, o erudito e médico alemão, compelido pelos problemas da época, se mudou para Osnabrück, onde inciou seus estudos clássicos. Depois foi para Colônia, Wesel e Helmstedt; mas cedo mudou sua inclinação para a Medicina, como profissão. Estudou Filosofia na Universidade de Rostock e depois retornou para Helmstedt, onde assistiu as aulas de Franciscus Parcovius na Universidade. Ele recebeu também muita influência com as aulas do renomado Meibomius, em cuja casa residiu na qualidade de tutor dos filhos deste, e muito cedo achou-se adequado para dar aulas particulares para alunos mais jovens na prática de física. Tornou-se posteriormente professor extraordinário, e em 1604, aos 23 anos de idade, tornou-se professor ordinário da universidade, cujo cargo ocupou durante quatro anos. Doutorou-se mais tarde e foi tentar a vida na corte de Felipe Sigismundo, Duque de Braunschweig-Lüneburg e também Bispo de Osnabrück que o nomeou seu médico particular. Por volta do ano de 1632, Ernst, Duque de Holstein, e Conde de Schawenburg, ofereceu-lhe o mesmo posto, além de nomeá-lo para a liderança dos professores médicos da universidade que ele tinha acabado de fundar em Rintein, mas seu antigo patrão não permitiu que ele aceitasse. Com a morte do bispo, ele continuou em Osnabrück porque o novo bispo também o contratara para seu médico particular, bem como escolheu para ele um de seus camareiros. Ele serviu ao seu sucessor com a mesma capacidade, porém foi demitido em 1631, por conta de sua recusa em tornar-se católico. Ele encontrou proteção, todavia, sob Ernst Casimir, Conde de Nassau e Conde de Bertheim, que o procurou para a vaga de professor na Universidade de Groningen, como sucessor de Nicholas Mulerius. Ele cumpriu este novo compromisso com grande reputação, e continuou a se distinguir com o sucesso da sua prática até o declínio de sua vida, que foi acelerado por complicações de várias doenças: hidropisia, gota, gravela, e febre retiraram-no do palco da vida em 8 de Fevereiro de 1641. 
xsd:nonNegativeInteger 36 
xsd:integer 3641191 
xsd:nonNegativeInteger 5898 
xsd:integer 41583603 

data from the linked data cloud