Império do Brasil

http://pt.dbpedia.org/resource/Império_do_Brasil

O Império do Brasil (denominado pela historiografia também como "Brasil Império", "Brasil Imperial" ou "Brasil Monárquico") foi um Estado que existiu durante o século XIX e que compreendia grande parte dos territórios que formam o Brasil e o Uruguai atuais. De uma colônia do Reino de Portugal, o Brasil tornou-se a sede do governo do Império Português em 1808, quando o então príncipe regente de Portugal (que futuramente se tornaria o rei D. João VI) fugiu da invasão do território português pelas tropas de Napoleão Bonaparte e estabeleceu-se com a família real e a corte na cidade do Rio de Janeiro. D. João VI elevaria o Brasil a condição de reino unido com Portugal, sua ex-metrópole. Mais tarde, D. João VI retornou para Portugal, deixando seu herdeiro e filho mais velho, D. Pedro, na condiçã
Império do Brasil 
left 
right 
xsd:integer 1822 
Reino do Brasil unido a Portugal e Algarves 
Barsa 
xsd:integer 500 
xsd:integer 200000 
Rio de Janeiro, uma metrópole e a capital imperial, 1889 . Todas as províncias tinham grande autonomia em relação ao governo nacional. 
Belém, uma cidade média e a capital da província do Grão-Pará , 1889 
Salvador, uma grande cidade e a capital da província da Bahia , 1870 
vertical 
Belem 1889 02.jpg 
Papel-moeda - 200 mil réis.jpg 
Papel-moeda - 500 réis.jpg 
Rio de janeiro 1889 04.jpg 
Salvador bahia panorama 1870.jpg 
português 
Rio de Janeiro 
Encyclopædia Britannica do Brasil 
Império do Brasil 
xsd:integer 10 
xsd:integer 220  280 
xsd:integer 1987 
O Império do Brasil (denominado pela historiografia também como "Brasil Império", "Brasil Imperial" ou "Brasil Monárquico") foi um Estado que existiu durante o século XIX e que compreendia grande parte dos territórios que formam o Brasil e o Uruguai atuais. De uma colônia do Reino de Portugal, o Brasil tornou-se a sede do governo do Império Português em 1808, quando o então príncipe regente de Portugal (que futuramente se tornaria o rei D. João VI) fugiu da invasão do território português pelas tropas de Napoleão Bonaparte e estabeleceu-se com a família real e a corte na cidade do Rio de Janeiro. D. João VI elevaria o Brasil a condição de reino unido com Portugal, sua ex-metrópole. Mais tarde, D. João VI retornou para Portugal, deixando seu herdeiro e filho mais velho, D. Pedro, na condição de príncipe regente do Reino do Brasil. O Reino do Brasil desmembrou-se do Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves com sua Independência, a 7 de setembro de 1822, proclamada por D. Pedro de Alcântara de Bragança, que antes da independência era o herdeiro do trono como Príncipe Real do Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves. O Reino do Brasil, independente em 1822, e, por conseguinte, desmembrado do império ultramarino português, torna-se Império do Brasil em 12 de outubro de 1822, com a coroação do imperador D. Pedro I, confirmado em 25 de março de 1824, com a outorga da Constituição brasileira de 1824. D. Pedro I abdicou do trono imperial do Brasil em 7 de abril de 1831 e imediatamente partiu para a Europa para se envolver na Guerra Civil Portuguesa. O sucessor de D. Pedro I era seu filho, D. Pedro II, com 5 anos de idade na época da abdicação, por isso foi instalada uma regência. O vácuo de poder resultante da ausência da decisão do monarca como o árbitro final em disputas políticas levou a rebeliões regionais entre facções locais, diminuídas após a declaração de maioridade de D. Pedro II. Ao herdar um império à beira da desintegração, D. Pedro II, uma vez declarado maior de idade, conseguiu trazer paz e estabilidade ao país, que se tornou uma potência internacional emergente. O Brasil saiu vitorioso de três conflitos internacionais (a Guerra do Prata, a Guerra do Uruguai e a Guerra do Paraguai) e prevaleceu em várias outras disputas internacionais e conflitos internos durante o governo do segundo reinado. Com o desenvolvimento econômico veio também um fluxo de imigração de europeus e a escravidão foi restringida por sucessivas legislações até à sua abolição definitiva, em 1888. O Império do Brasil terminou com a deposição, em 15 de novembro de 1889, do imperador D. Pedro II, após um reinado de 58 anos, por meio de um golpe de Estado encabeçado por um grupo de líderes militares, que culminou com a adoção de uma forma republicana de governo. 
xsd:nonNegativeInteger 661 
xsd:integer 50988 
xsd:nonNegativeInteger 133238 
xsd:integer 44817341 

data from the linked data cloud