Império Serrano

http://pt.dbpedia.org/resource/Império_Serrano an entity of type: Thing

Grêmio Recreativo Escola de Samba Império Serrano é uma das mais tradicionais escolas de samba da cidade do Rio de Janeiro, que foi campeã do Grupo Especial por nove vezes (1948, 1949, 1950, 1951, 1955, 1956, 1960, 1965, 1972, 1982) do grupo de acesso 3 vezes (1998, 2000, 2008) e foi 10 vezes vice-campeã (1953, 1954, 1957, 1958, 1962, 1965, 1967, 1968, 1973 e 1984). Mesmo estando hoje no Grupo de acesso (Série A) o Império ainda tem uma das maiores torcidas do carnaval carioca.
Império Serrano 
xsd:integer 2016 
Sinfônica 
green 
white 
Cláudia Motta 
Mestre Gilmar 
Comissão de Carnaval 
Cosme Marcio 
Feliciano e Raphaela Caboclo 
Império Serrano 
Vera Lúcia Corrêa de Souza 
Patrícia Chélida 
xsd:integer 240 
Silas canta Serrinha 
Quarta escola a desfilar no dia 06/02/2016 
Grêmio Recreativo Escola de Samba Império Serrano é uma das mais tradicionais escolas de samba da cidade do Rio de Janeiro, que foi campeã do Grupo Especial por nove vezes (1948, 1949, 1950, 1951, 1955, 1956, 1960, 1965, 1972, 1982) do grupo de acesso 3 vezes (1998, 2000, 2008) e foi 10 vezes vice-campeã (1953, 1954, 1957, 1958, 1962, 1965, 1967, 1968, 1973 e 1984). Mesmo estando hoje no Grupo de acesso (Série A) o Império ainda tem uma das maiores torcidas do carnaval carioca. Sua origem é a Serrinha, embora sua sede atualmente se localize na Avenida Ministro Edgar Romero, ao lado da Estação Mercadão de Madureira. A escola tem como padroeiro o santo São Jorge. Nasceu a 23 de março de 1947, a partir de uma dissidência da antiga escola de samba Prazer da Serrinha. Sua Ala de Compositores é uma das mais respeitadas, tendo em sua história nomes como Silas de Oliveira, Mano Décio, Aniceto do Império, Molequinho, Dona Ivone Lara (A primeira mulher a compor um Samba Enredo, e hoje chamada de A Rainha do Samba), Beto sem Braço, Aluísio Machado, Arlindo Cruz, só para citar alguns dentre tantos. Sua história é coroada por sambas considerados clássicos do samba enredo como Aquarela Brasileira (1964) e (2004), Exaltação a Tiradentes (1949), Os Cinco Bailes da História do Rio (1965), Heróis da Liberdade (1969), Bumbum paticumbum Prugurundum (1982), e de ser a primeira escola a implementar destaques, no carnaval. 
xsd:nonNegativeInteger 258 
Império Serrano 
xsd:integer 21508 
xsd:nonNegativeInteger 77869 
xsd:integer 44931362 

data from the linked data cloud