Ilha da Inhaca

http://pt.dbpedia.org/resource/Ilha_da_Inhaca

Inhaca é uma ilha situada à entrada da baía de Maputo, no sul de Moçambique, com as coordenadas geográficas de 26ºS de latitude e 33ºE de longitude. Tem uma área de 42 km² e dimensões norte-sul de 12,5 km (entre a Ponta Mazondue, a norte, e a Ponta Torres, a sul) e este-oeste de 7 km. Está situada a 32 km a leste da cidade de Maputo, de cujo município faz parte administrativamente, constituindo um distrito municipal, o distrito KaNyaka.
Ilha da Inhaca 
Inhaca é uma ilha situada à entrada da baía de Maputo, no sul de Moçambique, com as coordenadas geográficas de 26ºS de latitude e 33ºE de longitude. Tem uma área de 42 km² e dimensões norte-sul de 12,5 km (entre a Ponta Mazondue, a norte, e a Ponta Torres, a sul) e este-oeste de 7 km. Está situada a 32 km a leste da cidade de Maputo, de cujo município faz parte administrativamente, constituindo um distrito municipal, o distrito KaNyaka. Apesar de pequena, esta ilha tem uma grande importância turística, uma vez que possui uma grande diversidade biológica, com cerca de 12 000 espécies registadas, incluindo cerca de 150 espécies de corais, mais de 300 espécies de aves e quatro espécies de tartarugas, que ali nidificam. Toda a zona costeira, uma duna consolidada com vegetação natural, é protegida como reserva integral, assim como a próxima ilha dos Portugueses (antes conhecida como Ilha dos Elefantes), sob a responsabilidade da Estação de Biologia Marítima, um órgão da Universidade Eduardo Mondlane. A população local, segundo o censo de 2007, correspondendo a uma densidade populacional de cerca de 142 habitantes por km² (limite sustentável da ilha). Tomando em consideração a área de 42 km² e a população de 5216. A partir de 1550, os portugueses recém chegados criaram um posto comercial na Ilha dos Elefantes, próxima da ilha da Inhaca que, mais tarde passou a ser conhecida como Ilha dos Portugueses. A fixação dos portugueses resultou de um acordo com os poderes locais da Inhaca, e assim, o povo tsonga serviu de intermediário no comércio do marfim, entre os portugueses e os zulus. A 8 de Novembro de 1892, durante o Império Português, foi criado o título nobiliárquico de Barão de Inhaca. 
xsd:nonNegativeInteger 35 
xsd:integer 3411990 
xsd:nonNegativeInteger 8636 
xsd:integer 38873621 

data from the linked data cloud