Igreja particular sui juris

http://pt.dbpedia.org/resource/Igreja_particular_sui_juris

As Igrejas particulares sui iuris são todas as igrejas particulares autónomas que estão em comunhão completa com o Papa, o Sumo Pontífice da Igreja Católica.A Igreja Católica é constituída atualmente por 24 Igrejas sui juris, sendo a maior, a mais conhecida e numerosa a Igreja Latina, ao ponto de muitas pessoas confundirem-na com a Igreja Católica, que são duas coisas diferentes. Estas 24 Igrejas professam a mesma doutrina e fé, salvaguardada na sua integridade e totalidade pelo Papa. Mas, elas possuem diferentes particularidades histórico-culturais, uma tradição teológica e litúrgica diferentes e uma estrutura hierárquica e organização territorial separadas, por isso elas possuem um certo grau de autonomia, constituída pela possessão de direito próprio.
Igreja particular sui juris 
As Igrejas particulares sui iuris são todas as igrejas particulares autónomas que estão em comunhão completa com o Papa, o Sumo Pontífice da Igreja Católica. A Igreja Católica é constituída atualmente por 24 Igrejas sui juris, sendo a maior, a mais conhecida e numerosa a Igreja Latina, ao ponto de muitas pessoas confundirem-na com a Igreja Católica, que são duas coisas diferentes. Estas 24 Igrejas professam a mesma doutrina e fé, salvaguardada na sua integridade e totalidade pelo Papa. Mas, elas possuem diferentes particularidades histórico-culturais, uma tradição teológica e litúrgica diferentes e uma estrutura hierárquica e organização territorial separadas, por isso elas possuem um certo grau de autonomia, constituída pela possessão de direito próprio. Além da Igreja Latina, originada no Ocidente e que usa os ritos latinos, existem ainda 23 Igrejas Católicas Orientais, que têm origem no Oriente e que usam os chamados ritos orientais. Também as Igrejas orientais agora encontram-se em todas partes do mundo. Estas Igrejas orientais são governadas, em geral, por um hierarca (Patriarca, Arcebispo Maior, Metropolita ou outros prelados) e o seu sínodo. Porém, a autonomia destas 24 Igrejas sui juris é limitado principalmente pelo facto de elas obedecerem o Papa, o Sumo Pontífice e Chefe de toda a Igreja Católica, e respeitarem o direito inalienável do Papa de intervir, em casos de necessidade, no funcionamento e nas decisões delas. Estas Igrejas autónomas são, por sua vez, constituídas por uma ou mais circunscrições eclesiásticas ou Igrejas particulares locais, sendo o modelo organizacional fundamental destas circunscrições a diocese (na Igreja Latina) ou a eparquia (nas Igrejas Orientais). Todas estas igrejas particulares, sejam elas autónomas ou locais, são lideradas por ministros sagrados, que, em última instância, obedecem todos ao Papa. Actualmente, a esmagadora maioria dos católicos são de rito latino. Os católicos orientais totalizam somente 16 milhões. 
xsd:nonNegativeInteger 108 
xsd:integer 863436 
xsd:nonNegativeInteger 9112 
xsd:integer 42809099 

data from the linked data cloud