História de Israel

http://pt.dbpedia.org/resource/História_de_Israel

O moderno estado de Israel tem as suas histórias religiosas na Terra de Israel (Eretz Israel), um conceito central para o judaísmo desde os tempos antigos, e no coração dos antigos reinos de Israel e Judá. Após o nascimento do sionismo político, em 1897, e da Declaração de Balfour, a Liga das Nações concedeu ao Reino Unido o Mandato Britânico da Palestina após a Primeira Guerra Mundial, com a responsabilidade para o estabelecimento de "…tais condições políticas, administrativas e econômicas para garantir o estabelecimento do lar nacional judaico, tal como previsto no preâmbulo e no desenvolvimento de instituições autônomas, e também para a salvaguarda dos direitos civis e religiosos de todos os habitantes da Palestina, sem distinção de raça e de religião… ".
História de Israel 
xsd:integer 1986  1992  1998  1999  2000  2003  2005 
Bright, John 
Cahill, Jane M 
Coogan, Michael D., ed. 
Dever, William 
Killebrew, Ann E. 
Lehman, Gunnar 
McNutt, Paula 
Miller, James Maxwell e Hayes, John Haralson 
Miller, Robert D. 
Stager, Lawrence E. 
Vaughn, Andrew G. e Killebrew, Ann E., eds. 
Jerusalem at the Time of the United Monarchy 
The United Monarchy in the Countryside 
Forging an Identity: The Emergence of Ancient Israel 
Sheffield 
Oxford University Press 
Society of Biblical Literature 
Westminster John Knox Press 
Eerdmans 
ISBN 066421262X 
Jerusalem in Bible and Archaeology: The First Temple Period 
A History of Ancient Israel and Judah 
A History of Israel 
Reconstructing the Society of Ancient Israel 
The Oxford History of the Biblical World 
Chieftains of the Highland Clans: A History of Israel in the 12th and 11th Centuries B.C. 
Who Were the Early Israelites and Where Did They Come From? 
Biblical Peoples and Ethnicity: An Archaeological Study of Egyptians, Canaanites, and Early Israel, 1300–1100 B.C.E. 
O moderno estado de Israel tem as suas histórias religiosas na Terra de Israel (Eretz Israel), um conceito central para o judaísmo desde os tempos antigos, e no coração dos antigos reinos de Israel e Judá. Após o nascimento do sionismo político, em 1897, e da Declaração de Balfour, a Liga das Nações concedeu ao Reino Unido o Mandato Britânico da Palestina após a Primeira Guerra Mundial, com a responsabilidade para o estabelecimento de "…tais condições políticas, administrativas e econômicas para garantir o estabelecimento do lar nacional judaico, tal como previsto no preâmbulo e no desenvolvimento de instituições autônomas, e também para a salvaguarda dos direitos civis e religiosos de todos os habitantes da Palestina, sem distinção de raça e de religião… ". Em novembro de 1947 as Nações Unidas recomendaram a partição da Palestina em um Estado judeu, um Estado árabe e uma administração direta das Nações Unidas sob Jerusalém. A partição foi aceita pelos líderes sionistas, mas rejeitada pelos líderes árabes, o que conduziu à Guerra Civil de 1947-1948. Israel declarou sua independência em 14 de maio de 1948 e Estados árabes vizinhos atacaram o país no dia seguinte. Desde então, Israel travou uma série de guerras com os Estados árabes vizinhos e, como consequência, Israel atualmente controla territórios além daqueles delineados no Armistício israelo-árabe de 1949. Algumas das fronteiras internacionais do país continuam em disputa, mas Israel assinou tratados de paz com o Egito e com a Jordânia e apesar de esforços para resolver o conflito com os palestinos, até agora só se encontrou sucesso limitado. 
xsd:nonNegativeInteger 478 
xsd:integer 38618 
xsd:nonNegativeInteger 62939 
xsd:integer 44895503 

data from the linked data cloud