Henrique III de Inglaterra

http://pt.dbpedia.org/resource/Henrique_III_de_Inglaterra an entity of type: Thing

Henrique III (1 de outubro de 1207 – 16 de novembro de 1272), também conhecido como Henrique de Winchester, foi o Rei da Inglaterra, Lorde da Irlanda e Duque da Aquitânia de 1216 até sua morte. Filho do rei João de Inglaterra e Isabel de Angoulême, Henrique assumiu o trono com apenas nove anos de idade no meio da Primeira Guerra dos Barões. O cardeal Guala Bacchieri declarou que a guerra contra barões rebeldes era uma cruzada religiosa e as forças reais lideradas por Guilherme Marechal derrotaram os rebeldes em 1217 nas batalhas de Lincoln e Sandwich. Henrique prometeu respeitar a Magna Carta de 1225, que limitava o poder real e protegia os direitos dos grandes barões. O início de seu reinado foi dominado primeiramente por Humberto de Burgh e depois Pedro des Roches, que restabeleceram a a
Henrique III de Inglaterra 
xsd:integer 1984  1987  1988  1989  1990  1991  1992  1996  1998  2001  2002  2003  2004  2006  2007  2008  2009  2011  2012  2013 
"A Captive King: Henry III Between the Battles of Lewes and Evesham 1264-5" 
"The Children of King Henry III and Eleanor of Provence" 
"Henry III of England" 
"Isabella of Angoulême: John's Jezebel" 
"Jewish Colonisation in the Twelfth Century" 
"King Henry III and the 'Aliens', 1236–1272" 
"The Loss of Normandy and Royal Finance" 
"The Norman Exchequer Rolls of King John" 
"The English Jews Under Henry III: Historical, Literary and Archaeological Perspectives" 
"The Minority Governments of Henry III, Henry and Louis IX Compared" 
"King Henry III and Ireland: the Shaping of a Peripheral Lordship" 
"The Evolution of Coinage in Thirteenth-Century England" 
"Ritual Charity and Royal Children in 13th Century England" 
Everard, Judith A. 
Weiler, Björn K.; Burton, Janet E.; Schofield, Phillipp R. 
Church, Stephen D. 
Coss, Peter R.; Lloyd, Simon D. 
Holt, James Clarke; Gillingham, John 
Rollo-Koster, Joëlle 
Ruud, Jay 
Skinner, Patricia 
Burton, Janet E.; Lachaud, Frédérique; Schofield, Phillipp R.; Stöber, Karen; Weiler, Björn K. 
Bloomsbury 
Edward Arnold 
Methuen 
University of Chicago Press 
Penguin Books 
Blackwell Publishers 
Blackwell Publishing 
Cambridge University Press 
Cornell University Press 
History Press 
Longman 
Manchester University Press 
Reaktion Books 
Tempus 
The History Press 
University of California Press 
Yale University Press 
BRILL 
Boydell Press 
Facts on File 
Hambledon Press 
Peter Owen 
xsd:integer
Henry III funeral head.jpg 
xsd:integer 260 
xsd:integer
xsd:integer
xsd:integer 978 
xsd:decimal 780752448503 
Chicago 
Londres 
Los Angeles 
Manchester 
Paris 
Cambridge 
Oxford 
Harlow 
Nova Iorque 
Stroud 
Berkeley 
Leiden 
Woodbridge 
New Haven & Londres 
Castelo de Winchester, Winchester, Hampshire, Inglaterra 
David 
Henrique III 
Peter 
Christian 
Henry 
John 
Martin 
Adrian 
Jim 
Mark 
Nicholas 
Sean 
Linda 
Christopher 
Joe 
Margaret 
Robin 
Suzanne 
Stephanie 
Elizabeth M. 
J. R. 
R. R. 
Benjamin L. 
Björn K. U. 
Christoph T. 
D. A. 
Huw 
James Clarke 
Jim L. 
John Paul 
Michael T. 
Neslihan 
R. J. 
Ralph V. 
Robert C. 
V. D. 
Virginia A. 
W. Lewis 
harv 
Duffy 
Bolton 
Cole 
Holt 
Moss 
Warren 
Lewis 
Davis 
Howell 
Turner 
Vincent 
Gillingham 
Carpenter 
Goodall 
Stacey 
Wild 
Bradbury 
McGlynn 
Hallam 
Ridgeway 
Weiler 
Davies 
Maier 
Mayr-Harting 
Aurell 
Clanchy 
Eaglen 
Frame 
Fritts 
Hillaby 
Hillen 
Jobson 
Kalof 
Maddicott 
Senocak 
Spufford 
Tyerman 
Esposa 
Lorde da Irlanda e Duque da Aquitânia 
Rei da Inglaterra 
The Struggle for Mastery: The Penguin History of Britain 1066–1284 
Capetian France, 987–1328 
Religion, Politics and Society in Britain, 1066–1272 
The Poor and the Perfect: the Rise of Learning in the Franciscan Order, 1209–1310 
Critical Companion to Dante: a Literary Reference to his Life and Work 
Medieval and Early Modern Ritual: Formalized Behavior in Europe, China and Japan 
Thirteenth Century England: Proceedings of the Paris Conference 2009 
War and Government in the Middle Ages: Essays in Honour of J. O. Prestwich 
England and its Rulers: 1066–1307 
England and the Crusades, 1095–1588 
Jews in Medieval Britain 
King John 
King John: England's Evil King? 
King John: New Interpretations 
L'Empire de Plantagenêt, 1154–1224 
Looking at Animals in Human History 
Money and its Use in Medieval Europe 
Money in the Medieval English Economy: 973–1489 
Philip Augustus, King of France 1180–1223 
Royal Tombs of Medieval England 
Simon de Montfort 
The Angevin Empire 
The Art of Matthew Paris in the Chronica Majora 
The English Castle 
The Gothic King: a Biography of Henry III 
The Minority of Henry III 
The Reign of Henry III 
Blood Cries Afar: The Forgotten Invasion of England, 1216 
Thirteenth Century England: Proceedings of the Newcastle upon Tyne Conference, 1987 
The Holy Blood: King Henry III and the Westminster Blood Relic 
Thirteenth Century England: Proceedings of the Newcastle upon Tyne Conference, 1991 
hirteenth Century England: Proceedings of the Gregynog Conference, 2005 
Henry III of England and the Staufen Empire, 1216–1272 
Preaching the Crusades: Mendicant Friars and the Cross in the Thirteenth Century 
The First English Revolution: Simon de Montfort, Henry III and the Barons' War 
Eleanor of Provence: Queenship in Thirteenth-Century England 
Domination and Conquest: the Experience of Ireland, Scotland and Wales 1100–1300 
xsd:integer 11  13 
Catarina de Inglaterra 
Edmundo, 1.º Conde de Lencastre e Leicester 
Regentes 
Henrique III (1 de outubro de 1207 – 16 de novembro de 1272), também conhecido como Henrique de Winchester, foi o Rei da Inglaterra, Lorde da Irlanda e Duque da Aquitânia de 1216 até sua morte. Filho do rei João de Inglaterra e Isabel de Angoulême, Henrique assumiu o trono com apenas nove anos de idade no meio da Primeira Guerra dos Barões. O cardeal Guala Bacchieri declarou que a guerra contra barões rebeldes era uma cruzada religiosa e as forças reais lideradas por Guilherme Marechal derrotaram os rebeldes em 1217 nas batalhas de Lincoln e Sandwich. Henrique prometeu respeitar a Magna Carta de 1225, que limitava o poder real e protegia os direitos dos grandes barões. O início de seu reinado foi dominado primeiramente por Humberto de Burgh e depois Pedro des Roches, que restabeleceram a autoridade real depois da guerra. Uma revolta liderada por Ricardo Marechal, filho de Guilherme, começou em 1232 e terminou com um acordo de paz negociado pela Igreja. Henrique passou a governar a Inglaterra pessoalmente em vez de utilizar ministros. Viajou menos que monarcas anteriores, investindo pesadamente em alguns palácios e castelos favoritos. Casou-se com Leonor da Provença e teve cinco filhos. Henrique era conhecido por sua piedade, por realizar grandes cerimônias religiosas e por generosas doações à caridade; o rei era particularmente devoto à figura de Eduardo, o Confessor, adotando-o como padroeiro. Ele tirou grandes quantias de dinheiro dos judeus na Inglaterra, prejudicando sua capacidade de conduzir negócios, e enquanto suas ações pioravam ele apresentou o Estatuto dos Judeus, tentando segregar a comunidade. O rei invadiu o Condado de Poitou em 1242 em uma tentativa para reconquistar suas terras familiares na França, levando a desastrosa Batalha de Taillebourg. Depois disso Henrique passou a contar com a diplomacia, cultivando uma aliança com Frederico II, Sacro Imperador Romano-Germânico. Apoiou o irmão Ricardo da Cornualha em sua candidatura a Rei dos Romanos em 1256, porém não conseguiu colocar o filho Edmundo no trono da Sicília apesar dos gastos. Henrique planejava partir em cruzada até Levante, porém foi impedido por rebeliões na Gasconha. O governo de Henrique estava cada vez mais impopular em 1258, resultado do fracasso de dispendiosas políticas externas, da notoriedade de seus meio-irmãos poitevinos, os lusignanos, e por causa do papel de seus oficiais locais ao coletar impostos e débitos. Uma coalizão de barões, inicialmente e provavelmente apoiada por Leonor, tomou o poder em um golpe de estado que expulsou os poitevinos da Inglaterra, reformando o governo real através de um processo chamado de Provisões de Oxford. Henrique e o governo de barões promulgou uma paz com a França em 1259, em que Henrique entregava seus direitos de terras na França em troca de ser reconhecido como o legítimo herdeiro da Gasconha pelo rei Luís IX de França. O regime baronial caiu, porém o rei não conseguiu reformar um governo estável e a instabilidade continuou na Inglaterra. Simão de Montfort, um dos barões mais radicais, chegou ao poder em 1263 e iniciou a Segunda Guerra dos Barões. Henrique conseguiu convencer Luís a apoiar sua causa e mobilizar um exército. A Batalha de Lewes aconteceu em 1264 e o rei foi derrotado e feito prisioneiro. Seu filho mais velho, Eduardo, escapou e derrotou Simão na Batalha de Evesham um ano depois, libertando o pai. Henrique inicialmente começou uma severa vingança contra os rebeldes restantes, porém foi persuadido pela Igreja a modificar suas políticas através da Máxima de Kenilworth. A reconstrução foi lenta e Henrique teve de concordar com várias medidas, incluindo uma maior supressão dos judeus, para manter o apoio baronial e popular. Henrique morreu em 1272 deixando Eduardo como seu sucessor. Ele foi enterrado na Abadia de Westminster, que havia reconstruído durante a segunda metade de seu reinado, e foi colocado em sua presente tumba em 1290. Alguns milagres foram declarados após sua morte mas ele nunca foi canonizado. O reinado de 56 anos de Henrique é o quinto mais longo da história inglesa. 
xsd:nonNegativeInteger 284 
Henrique III 
xsd:integer 23317 
xsd:nonNegativeInteger 114441 
xsd:integer 44910458 

data from the linked data cloud