Heinrich Rohrer

http://pt.dbpedia.org/resource/Heinrich_Rohrer an entity of type: Thing

Heinrich Rohrer (Buchs, Suiça, 3 de junho de 1933 — Wollerau, Suiça, 1 de maio de 2013) foi um físico suíço que teve como maior contribuição para a ciência a criação, junto de Gerd Binnig do microscópio de corrente de tunelamento (STM) o qual rendeu aos dois metade do prêmio Nobel de Física de 1986.Viveu no campo até 1949, quando sua família mudou-se para Zurique. Na cidade, decidiu estudar física e permaneceu durante 10 anos no Swiss Federal Institute of Technology, onde graudou-se e obteve seu Ph.D. sob a orientação de Jörgen Lykke Olsen.
Heinrich Rohrer 
xsd:integer 1986 
com 
Rohrer.jpg 
Suíço 
Heinrich Rohrer 
xsd:integer 20 
sim 
Heinrich Rohrer (Buchs, Suiça, 3 de junho de 1933 — Wollerau, Suiça, 1 de maio de 2013) foi um físico suíço que teve como maior contribuição para a ciência a criação, junto de Gerd Binnig do microscópio de corrente de tunelamento (STM) o qual rendeu aos dois metade do prêmio Nobel de Física de 1986. Viveu no campo até 1949, quando sua família mudou-se para Zurique. Na cidade, decidiu estudar física e permaneceu durante 10 anos no Swiss Federal Institute of Technology, onde graudou-se e obteve seu Ph.D. sob a orientação de Jörgen Lykke Olsen. Em 1961, casou-se com Rose-Marie Egger, e acabou mudando-se para os Estados Unidos, onde permaneceu dois anos fazendo seu pós doutorado, trabalhando com o grupo de Bernie Serin, na Rutgers University, Nova Jersey. Em 1963, retornou para Zurique e trabalhou no IBM Reaserch Laboratory, laboratório que acabara de ser fundado. Nos primeiros anos Rohrer estudou sistemas Kondo, diagramas de fases magnéticos e um antiferromagnético GdAlO3. Entre 1974/1975, foi para University of California em Santa Barbara, para ter um pouco de contato com a ressonância magnética nuclear. Em 1978, Rohrer convenceu Binnig a entrar no IBM Research Laboratory e iniciaram seu trabalho estudando pequenos defeitos na superfície do silicone. Construiram em 1981 seu primeiro microscópio de corrente de tunelamento, que permitiu a observação na escala atômica,e lhes rendeu metade do prêmio Nobel de Física de 1986, dividido com Ernst Ruska. 
xsd:nonNegativeInteger 41 
Heinrich Rohrer 
xsd:integer 128963 
xsd:nonNegativeInteger 4306 
xsd:integer 44660558 

data from the linked data cloud