HMS Victory

http://pt.dbpedia.org/resource/HMS_Victory an entity of type: Thing

O HMS Victory é o navio de guerra mais antigo ainda em serviço. Navio almirante de Horatio Nelson, comandante da frota britânica que derrotou a esquadra franco-espanhola na Batalha do Cabo Trafalgar, o Victory é o típico navio de linha do século XVIII.O HMS Victory foi construído entre 1759-1765, nos estaleiros de Chatham, e entrou ao serviço da Royal Navy em 1778. No serviço activo durante os 34 anos seguintes, participou em numerosas campanhas, nas quais se incluem a batalha do Cabo Trafalgar em 1805.O navio pode ser actualmente visitado no Portsmouth Historic Dockyard.
HMS Victory 
Naval Ensign of the United Kingdom.svg 
69 m 
Ativo 
xsd:integer 250 
Proa do HMS Victory, 2007. 
HMS Victory 
15 m 
xsd:integer 88 
xsd:integer 1778 
Chatham 
xsd:integer 3500 
xsd:integer
xsd:integer 1778 
xsd:double 69.0 
Ativo (navio-museu) 
xsd:integer
O HMS Victory é o navio de guerra mais antigo ainda em serviço. Navio almirante de Horatio Nelson, comandante da frota britânica que derrotou a esquadra franco-espanhola na Batalha do Cabo Trafalgar, o Victory é o típico navio de linha do século XVIII. O HMS Victory foi construído entre 1759-1765, nos estaleiros de Chatham, e entrou ao serviço da Royal Navy em 1778. No serviço activo durante os 34 anos seguintes, participou em numerosas campanhas, nas quais se incluem a batalha do Cabo Trafalgar em 1805. O casco do Victory foi baseado nas linhas do HMS Royal George lançado à água em 1756. Os custos com a sua construção e armamento ascenderam em 1765 a £63,176 - o equivalente ao custo de um porta-aviões actual se actualizarmos o valor da Libra da época. Na sua construção foram utilizadas aproximadamente 6.000 árvores, 90% das quais carvalhos. O aparelho do navio soma 42 km de cabos. O aparelho suportava um máximo de 37 velas em simultâneo; no entanto o navio levava a bordo mais 23 velas de substituição. A área vélica total era de 5.468 metros quadrados. Em 1812 o Victory foi retirado do serviço activo e ancorado em Portsmouth, na costa Sul da Inglaterra, onde nos 110 anos seguintes desempenhou um conjunto de missões práticas e de cerimónia. Em 1922, perante algumas dúvidas sobre o seu estado e eventual sobrevivência, foi decidida a sua mudança para o Portsmouth's Royal Naval Dockyard, onde deu entrada na Doca Seca n.º 2 para trabalhos de manutenção e restauro, de modo a recriar o estado do navio em 1805. O navio pode ser actualmente visitado no Portsmouth Historic Dockyard. Comprimento total: 72,50m - Largura máxima: 17,10m - Altura do mastro principal: 66,00m acima da linha da água - Diâmetro do mastro principal: 1,30m - Total de 104 canhões, assim distribuídos: terceira coberta - 30 canhões de 32 libras e 2 canhões de 12 libras; segunda coberta - 28 canhões de 24 libras; Coberta superior - 30 canhões de 12 libras; Tombadilho da ré - 12 canhões de 6 libras; Convés do castelo de proa - 2 canhões de 68 libras; Deslocamento total: 3.500 toneladas. 
xsd:nonNegativeInteger 35 
HMS Victory 
xsd:integer 1390458 
xsd:nonNegativeInteger 3437 
xsd:integer 44333750 
<millimetre> 69000.0 

data from the linked data cloud